sábado, 16 de julho de 2011

MOTIVAÇÃO

DEFINIÇÃO: É incentivar, estimular, colocar em ação alguém. Dar ânimo a uma pessoa para fazer algo que não seja a primeira vista interessante. A palavra motivação deriva do latim motivus, que significa deslocar-se, mover-se. Motivação em seu conceito mais abrangente é a força ou impulso que direciona o indivíduo ao comportamento de busca à satisfação de determinadas necessidades.

EXISTEM DOIS TIPOS DE MOTIVAÇÃO:

- Motivação involuntária: causada por terceiros, através de ações que despertem interesse e boa vontade para fazer tarefas pré estabelecidas. Seria realmente muito simples se todo o processo motivacional fosse restrito à teoria de Maslow. Porém, entender motivação vai um pouco além e existem outras teorias que corroboram essa perspectiva…

- Motivação voluntária: É conhecida como auto-motivação não dependem que alguém o motive, independente da situação estão motivados com uma visão La na frente. Para o psicólogo americano David McClelland, a motivação estaria intimamente ligada à própria personalidade da pessoa.

TEORIAS DA MOTIVAÇÃO
Nenhuma organização pode funcionar sem um certo nível de comprometimentos de seus membros. Esta realidade levou os estudiosos a sempre criarem as teorias sobre motivação – os fatores que provocam, canalizam e sustentam o comportamento humano. Os estudos sobre motivação evoluíram das primeiras abordagens que eram muito parecidas entre si, onde se tentava construir um único modelo correto, que se aplicassem a todos trabalhadores em qualquer situação, para abordagens mais contemporâneas que percebem que a motivação acontece em função da interação entre fatores individuais e ambientais.

AS PRIMEIRAS VISÕES DA MOTIVAÇÃO

Divide-se em três modelos e apresentavam concepções diferentes a respeito do ser humano:
1. Modelo Tradicional:
Associado a Frederick Taylor na Administração Cientifica, na qual a motivação era realizada através de incentivos salariais ( Maior Produção = Maior Ganho ); A Suposição básica era a de que os Administradores compreendiam o trabalho melhor do que os trabalhadores que eram preguiçosos e só poderiam ser motivados pelo dinheiro;

2. Modelo das Relações Humanas:
Elton Mayo e estudiosos descobriram que o tédio e a repetitividade de muitas tarefas reduziam a motivação, ao passo que os contatos sociais ajudavam a criar e a manter a motivação. "Os administradores podiam motivar os empregados reconhecendo suas necessidades sociais e fazendo com que se sentissem úteis e importantes"

3. Modelo de Recursos Humanos:
McGregor tece criticas ao modelo das Relações Humanas, como sendo um método mais sofisticado de manipular os empregados, assim como o modelo tradicional, fixava-se apenas em um fator como dinheiro ou relações humanas. Desta forma, identificou dois conjuntos de Suposições: O modelo tradicional como Teoria X – O trabalho é desagradável para os empregados que devem ser motivados através de força, de dinheiro ou de elogios. Apesar de o verem como necessidades, irão evitá-lo sempre que possível. A maioria das pessoas sendo preguiçosas e sem ambição, preferem ser dirigidas e evitar responsabilidades; e o Modelo das relações Humanas como Teoria Y – Presume-se que as pessoas são desejam trabalhar e que, sob circunstancias corretas, obtém muita satisfação trabalhando e podem assumir responsabilidades dentro da organização.

RAZÕES DE MOTIVAÇÕES NA HISTÓRIA

O que levaram as pessoas na história bíblica e secular serem motivadas, será algo nato ou conquistado. Podemos pensar que todos têm um ponto que os levarão a serem motivados, ou seja, existe uma particularidade para cada situação.
Os seres humanos por natureza com suas necessidades tanto espirituais e naturais em algum momento ficarão desmotivados, mas podem ser levantar rapidamente caso as razões forem mais fortes.
Ao longo da história iremos encontrar lideres eficaz e motivadores, mas também encontraremos lideres por falta de conhecimento ou ignorância causando fortes desmotivações.

PESSOAS MOTIVADAS AO LONGO DA HISTÓRIA

- JOSUÉ E CALEBE (FÉ): Essas pessoas acreditaram e viram sua vitória ao longe.
- PAULO (MISSÃO): Estava pronto a morrer pela causa e pessoas o acompanhavam.
- JESUS (AMOR): Grande multidão o seguia levantava sempre o animo das pessoas.
- ALBERT AINSTEIN;
- TIRADENTES (CAUSA):(Joaquim José da Silva Xavier) (1746-1792), é considerado o grande mártir da independência do nosso país.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...