terça-feira, 31 de janeiro de 2012

INSTITUIÇÃO DOS DIÁCONOS


ESTUDO BÍBLICO
ATOS 6.1-7
MINISTÉRIO DA PALAVRA E A ORAÇÃO


Atualmente em meio inúmeras religiões, denominações e igrejas será que existem alguma com o padrão da igreja primitiva? Apesar das dificuldades, simplicidades a igreja cresceu extraordinariamente, mas hoje em meio a tantas tecnologias, sofisticações, organizações, etiquetas o ritmo de crescimento diminuiu, onde está o erro? Será que os exemplos estão ultrapassados ou nós que esquecemos nossas raízes?

Atos 6.1
A igreja primitiva em seu nascedouro deixou enormes lições para igreja atual, os quais merecem uma atenção mui especial. Antigamente um cristão ganhava 80 vidas para Jesus, mas hoje 40 crentes ganham uma pessoa por ano. A igreja teve um crescimento rápido que dependiam de algumas adaptações para continuar crescendo e ser uma benção. Na igreja primitiva em Atos 6.1 encontramos dois tipos de judeus:

Judeus helenistas: Eram aqueles de fala grega ou de fora de Israel;
Judeus hebreus: De língua hebraica e aramaica e fiel aos costumes judaicos.

A questão no versículo primeiro eram as distribuições diárias dos alimentos ás viúvas, ou seja, o lado social da igreja. As viúvas “helenistas” estavam sendo esquecidas não propositalmente.

Acerca disso veja o que Lawrence Richards diz: A divisão entre os judeus de fala grega e aramaica em Jerusalém refletia-se na igreja. a antiga suspeita sobre aqueles que  eram "diferentes" também acompanhou estes judeus quando eles se converteram e se tornaram membros da nova igreja. O Talmude reflete o fato de que os fariseus desprezavam abertamente os helênicos, e encavam os judeus nativos como sendo superiores. Não é de surpreender que o medo da discriminação também se espalhasse, e se refletisse no sentimento de que "suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano" (6.1). A acusação pode ter sido verdadeira ou não. o que é importante é que os apóstolos agiram imediatamente para lidar com esta ameaça à unidade da comunidade cristã.
É importante notar tanto o papel dos líderes espirituais ("os doze") quando o da comunidade "a comunidade dos discípulos", conforme a versão RA), na solução do problema (6.12). Basicamente os lideres (1) reuniram a comunidade, (2) definiram seu próprio papel na igreja, (3) estabeleceram procedimento a serem seguidos para resolver os problemas, (4) tornaram a congregação responsável por solucionar a disputa de uma forma unida, e (5) confirmaram oficialmente as escolhas da congregação e osdenaram suas tarefas. Nós podemos ver cada um destes elementos em Atos.6.2

John Stott sugere que não há no texto afirmação de intenção premeditada de beneficiar um grupo em detrimento do outro.
John MacArthur diz que numa congregação daquele tamanho (enorme) era inevitável que a necessidade de algumas pessoas fosse esquecida ou negligenciada.
Atos 6.2
Os apóstolos (os doze) não fizeram vistas grossas, antes reuniram-se com o povo para resolver a questão da distribuição dos alimentos. Eles precisavam cuidar da parte espiritual sem esquecer das coisas materiais.
Vemos neste versículo também um governo democrático não ditatorial. Isto porque a igreja é de Cristo, nós somos servos a serviço do Mestre.

Atos 6.3
Encontramos a primeira vez neste versículo a idéia do diaconato do grego diakonos que significa aquele que serve, ocorre mais de 31 vezes no NT. Interessante que estes homens não foram escolhidos através de revelações e sim através de um perfil pré-estabelecidos na qual o povo se baseou e elegeu sete homens. Quem reconhece a vocação / ministério de alguém é a própria igreja.
Até mesmo por uma questão cultural nesta passagem mostra que foram sete homens, não para ocupar uma função eclesiástica. O diácono não é chamado só para servir na área material, podendo servir na área espiritual. Nas ocorrências da palavra diácono no NT existe apenas uma menção a Febe não que isto a constitui-se parte do corpo administrativo da igreja.
As mulheres podem sim desenvolver o papel de diaconisa, mas não há base bíblica contra ou favor para constituí-la a mesma como diaconisa oficialmente.
Na teologia paulina não vemos o reconhecimento do diaconato feminino, antes vemos várias condições para que o homem pudesse ocupar este importante oficio 1 Tm 3.8-13.

Atos 6.4
A base da igreja sempre foi a Oração e a Palavra. A liderança eficaz consegue melhor trabalhar quando distribui tarefas e se encarregar de buscar a Deus em oração e direção pela a Palavra para alimentar e tomar a decisão certa junto da igreja.

Atos 6.5,6
Após a escolha dos sete homens foram apresentados e os apóstolos os impuseram as mãos, outorgando autoridade para representá-los junto da igreja nas questões sociais.

Atos 6.7
Vemos que a base da igreja que cresce está na oração, palavra, cuidados dos necessitados, união do povo, obediência a Palavra e organização. Outro ponto interessante é que vemos aqui que o pensamento “ovelhas gera ovelhas” é uma realidade presente neste tempo, isto vemos claramente neste versículo.

Estudo elaborado pelo Diácono Robson G. Santos – Colina, Cariacica / ES. 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...