quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

CULTO GENUÍNO A DEUS

SINAIS PARA OS CRENTES E PARA OS INFIÉIS
1 Coríntios 14.14-33 / Marcos 16. 17-19

SERÁ QUE DEUS SÓ ESTÁ NO MEIO DO BARULHO? 

Neste estudo queremos abordar aquilo que é um sinal para os crentes em cultos a Deus e no seu viver diário. Mostrar também que certas ações, reuniões cristãs podem escandalizar em vez de salvar o infiel. Para efeito de informação, os Tradicionais não tem o chamado “Movimento do Espírito”, os Neo-Pentecostais admitem o “movimento do Espírito” muitos sem respaldo bíblico e os verdadeiramente Pentecostais admitem a ação do Espírito no seio da igreja porém o que é bíblico.

O apóstolo Paulo escrevendo á Igreja em Corinto, ele instruiu os em diversas situações apesar de ser uma igreja que possuía os nove dons espirituais o que chamaríamos de uma igreja avivada, havia desordens que não glorificavam a Deus.

Ao orarmos a Deus falando em línguas o tempo todo, nosso entendimento fica infrutífero (1 Co 14.14). Por isso orando ou cantando em línguas também deve ser feito com entendimento (1 Co 14.15). Segundo 1 Co 14.16 ninguém pode agradecer a Deus juntamente conosco e ser edificado sem entender o que estamos a dizer.

Paulo nos deixa o exemplo de pensar-nos outros para edificação deles ao contrário de só a nós (1 Co 14.19). Significa agir com maturidade em Cristo (1 Co 14.20).

Deus fala de diversas formas e alguns ainda não obedecem a sua palavra (1 Co 14.21). Ao contrário do pensamento moderno línguas é sinal para os incrédulos e não aos crentes (Atos 2.15.16), mas se todos falarem em línguas ao mesmo tempo será tomado como loucos pelos que não entendem e incrédulos. Porém, a profecia é um sinal para os crentes (1 Co 14.22,23)

Em Mc 16.17-19 vemos que os sinais acompanham os que crêem, ou seja, aqueles que crêem em Deus sinais o seguirão. Nós, não precisamos correr atrás de sinais de Deus uma vez que automaticamente acontecerá.

Em Atos 2.17-41 vemos que pelo sinal das línguas e pregação da palavra três mil pessoas foram salvas.

Em Atos 4.4 vemos que pelo sinal da cura e pregação da palavra (Rm 10.17) cinco mil pessoas foram salvas.

Quando há profecias os segredos do coração podem ser revelados, e assim os infiéis se prostrando, adoraram a Deus e reconhecendo Deus em nosso meio (1 Co 14.24,25).

Ao nos congregarmos é para adorar a Deus, edificação da igreja não para satisfazer nossos interesses pessoais. Por isso devemos adorar a Deus com os nossos respectivos talentos e de coração, sinceridade em espírito e em verdade (1 Co 14.26). Quando entrarmos na casa de Deus com reverência (Eclesiastes 5.1) para vermos os sinais de Deus (Mt 21.13,14).

Para reflexão
Dons espirituais não salvam ninguém e nem é garantia de salvação (Mt 7.21-23).

Não é proibido falar em línguas, no entanto o falar em alto som deveria ser com um intérprete, do contrario seria consigo mesmo e com Deus (1 Co 14.27,28).

Nesta passagem (1 Co 29-32), diz que os profetas podem controlar o momento de falar e que suas profecias poderiam ser julgados, por isso deve acontecer em ordem para que todos sejam consolados e abençoados. Porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos (1 Co 14.33)

O mover pentecostal tem ser através do Espírito e todos no mesmo intuito (Atos 2.1-3), por meio da oração todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam a palavra (Atos 4.31). O verdadeiro movimento pentecostal ou avivamento verdadeiro causa transformação da vida, não é através de corinhos mecanizados que Deus irá operar.

Estudo elaborado pelo Diác. Robson Santos, Colina – Cariacica/ES.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...