terça-feira, 24 de abril de 2012

A ESCOLHA DE UM SUBSTITUTO

ATOS 1.15-26

Atos 1.15
Encontramos neste versículo novamente a ousadia de Pedro ao se levantar no meio dos irmãos e presidir a reunião. Dos que presenciaram a ascensão de Jesus somente cento e vinte pessoas estavam reunidas em um mesmo pensamento. “Todos começam, mas alguns perseveram.....”.

Atos 1.16
Vemos que partes das escrituras já se cumpriram no novo testamento (Sl 41.9). Judas não estava destinado à perdição, mas em sua fraqueza teve cumprimento desta escritura em sua vida (Mt 25.41).

Atos 1.17
Assim como Judas, muitos estão no meio, mas nem todos pertencem ao meio.

Atos 1.18-20
É de comum acordo que Judas não se arrependeu apenas sentiu remorso (2 Co 7.9-10), por isso fez este ato de suicídio e suas entranhas se derramaram (Mt  27.3-10). Precisamos nos arrepender mais do que sentir remorsos por nossos pecados.

Atos 1.21-23
A intenção do colégio apostólico era que alguém ocupasse o lugar de Judas, tendo como condição básica ter sido testemunha do que Jesus tinha feito e sua ressurreição. Entre todos apenas dois foram indicados para um lugar tão nobre, até porque seria referência para toda a igreja do Senhor.

Atos 1.24-26
Neste ato decisivo oraram ao Senhor, sendo Deus conhecedor dos corações (1 Sm 16.7) para revelação do escolhido e tiraram sorte (Lv 16.8) sendo Matias o escolhido.

LIÇÕES ESPIRITUAIS

- Ninguém é insubstituível (Moisés x Josué; Elias x Eliseu; Apóstolos x Discípulos);
- Nossas escolhas podem afetar a terceiros além de nós (Jn 1.12-14; Js 7.5, 19, 20);
- Está em oração não significa estarmos inativos;
- Sentir remorsos não gera salvação, mas arrependimento gera transformação.

Contatos
Professor e Diác. Robson G, Santos
Telefônico: (27) 8856-3466 / 9824-7238 
http://profrobsonculturacrista.blogspot.com
.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...