terça-feira, 29 de maio de 2012

DESAFIOS: COMO ENFRENTÁ-LOS E VENCE-LOS


Atos 6.3, 8-15

O fato que o ministério é realizado através de pessoa faz com que tenhamos necessidade de buscar as formas e métodos de trabalhar com os desafios que surgirão (administração de conflitos, diferenças culturais, visões ministeriais diferentes, etc.).

 ATITUDES BÁSICAS DIANTE DE DESAFIOS E CRISES:
1)  Humildade para reconhecer que nem tudo é perfeito.
2) Aconselhar-se nos casos mais complexos (pessoas indicadas: demais professores da EBD, Pastor, Liderança da igreja, Oficiais Divisionais de Juventude e Oficiais Divisionais).
3) "Não fazer nada em 24 horas", para não fazer algo errado. Controlar as emoções negativas (ira, frustração, vingança, etc.).
4)  Aprender com a situação. Experiência gera conhecimento. Temos a tendência de errar menos, á medida que nosso aprendizado com a adversidade cresce.
5)   Orar, pedindo sabedoria a Deus.

Richar J. Needham afirma: "Pessoas fortes fazem tantos erros e erros tão medonhos como as pessoas fracas. A diferença é que as pessoas fortes os admitem, riem deles e aprendem com eles. É assim que ficam fortes".

Valorizar mais as qualidades das pessoas do que os defeitos, agir pela Palavra de Deus.

EXEMPLOS DE LÍDERES QUE ENFRENTARAM DESAFIOS E VENCERAM:

1.  Neemias enfrentou oposição violenta para a reconstrução dos muros de Jerusalém. Mas sua determinação na obra foi notável (veja Ne 4.1-23, 6.1-19).
2.   A missão de Jesus foi combatida por Satanás (Mt 4), pelos homens (fariseus e saduceus), e ainda teve que enfrentar traição de um de seus discípulos e a ignorância de todos os demais! Como Jesus venceu:
a)      O medo; b) A dúvida; c) As falhas humanas

Jesus, o Mestre, foi o exemplo de empatia. Ele ouvia e compreendia (Jo 8.4-11), não julgou (Jo 9.3), aceitou (Lc 15.1-2), interessou-se (Mc 6.38-42), ensinou o perdão (Mt 18.2l-22), etc. Seu padrão: o amor!

3.  William Booth, líder e fundador do Exército de Salvação, começou a obra com sua esposa, em Londres. Não havia estrutura, pessoal, ou apoio financeiro. De bar em bar, evangelizando, pregava a salvação.  Você acha que ele se sentia desanimado? Porque ele não abandonou a obra para viver uma vida mais confortável, segundo os padrões da época? Dê sua opinião.

Entre outros: Moisés, Davi, Gideão, Elias, Noé, Paulo, Jeremias, e etc.

O fato é que todos nós temos nossas características, problemas, formação cultural, etc. Nem sempre uma “pessoa difícil” o é para todas! Uma vez que cada um aceita o outro como e pelo que ele é, torna-se possível um relacionamento eficaz. Não espere mais dos outros do que esperaria de si mesmo.



Fonte: Curso de Liderança de EBD.
Professor e Diác. Robson G, Santos Email: robson_dinamico@hotmail.comContato: (27) 8856-3466 / 9824-7238. Estudo adaptado para ensino na AD em Colina, 28/05/12. 


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...