quarta-feira, 30 de maio de 2012

SELEÇÃO DE PESSOAS - MINISTÉRIOS


Quando falamos de selecionar pessoas, estamos falando de escolher pessoas com perfis específicos, através de critérios pré-estabelecidos e na direção de Deus. Essa tarefa não é fácil e exigir total critério, pois ela é a razão da continuidade de muito trabalho de modo eficaz. Vejamos alguns pontos importantes:

PONTO DE VISTA TEOLÓGICO
Encontramos na bíblia Deus chamando pessoas diretamente e chamando pessoas por meio de outras pessoas. Todos têm uma chamada ou missão especifica dada por Deus. Pastores foram chamados por Deus e o mesmo nomeara pessoas para as demais tarefas dentro da obra.

DEUS ESCOLHENDO PESSOAS DIRETAMENTE
Davi (1 Samuel cap 22v1,2) – Deus o escolheu, enquanto ele pastoreava ovelhas e mais tarde homens o escolheram e ele os treinou, tornando-os os melhores soldados de guerras.
Josué Cap 1 v1,2 – Josué foi um auxiliar de um grande líder treinado pela experiência vivida.
Paulo (Atos 9 v15 e 13v1,2) – Chamado por Deus para uma importante missão e treinou obreiros por onde passou para continuar o trabalho.
Moisés (Ex. cap 3) – Deus o preparou, conduziu e mais tarde foi grande líder, porque em Moisés havia oportunidade.

ALGUÉM SENDO CHAMADO ATRAVÉS DE OUTRO NA DIREÇÃO DE DEUS
Jesus (Lc. 6v12) – Jesus passou a noite em oração, depois escolheu doze discípulos e os treinou.
Diáconos (Atos 6v2,3) – Os apóstolos indicaram alguns critérios para seleção de obreiros e confiou este importante negócio.
Barnabé (Atos 15v37,38) – Barnabé escolheu a João Marcos que mais tarde foi muito útil a Paulo.

PONTO DE VISTA SECULAR
As pessoas são escolhidas por meio de critérios visíveis e induzíveis, dos quais encontramos falhas, pois a mesmo esta baseado unicamente na visão humana.

 PONTOS FORTES E FRACOS
- Cada um tem sua qualidade  ou potencial os quais precisam ser aproveitados e direcionados corretamente para resultados satisfatório.

“Não podemos mandar patos para Escola de águias.”

- As dificuldades ou limitações não significam que as pessoas são incapazes, mas sim são seres humanos com capacidades diferentes.

TREINAMENTO APÓS SELEÇÃO
Uma boa seleção não substitui um treinamento eficaz sistematicamente e com todo o embasamento cristão para realização da função designada.
O treinamento será sempre especifico, podendo haver pontos similares com outros treinamentos.

TREINAMENTO DIRETO
- Treinamento pelo exemplo: Há lideres que acreditam que o seu testemunho é o bastante, mas na verdade nem sempre as palavras falam por si.

- Delegando tarefas: Precisamos delegar tarefas e acompanhar a execução da mesma e na hora de fazer a correção não esquecer que a “pessoa” é um discípulo.

- Disciplina: Toda situação exigir disciplina, é necessário colocar limites que assegurar o bem-estar do aprendiz, mostrando para ele que nem tudo é mar de rosas.

TREINAMENTO INDIRETO
- Seminário: Alguns lideres deixam o treinamento por parte de professores, palestrantes, mas é necessário deixar a pauta clara e conhecer previamente o orador.

- Atividades: Alguns aprendizes tem um bom grau de observação e facilidade de aprendizado e outros não por isso é necessário direcionarmos cada um segundo suas habilidades.

- Formação: É imprescindível que valorizemos a formação atual de cada um, mas é importantíssimo indicarmos livros, cursos e eventos  de confiança que colaborem para a formação e crescimento do nosso aprendiz.

ESTUDO DE CASO
JESUS E OS DISCÍPULOS
Lc. 6v6 – Relata que após uma noite de oração no monte, Jesus pela manhã escolheu doze discípulos para estar com ele todo o momento. Eram pessoas simples, incultas, com distorções de caráter, emocional, volúveis.
O treinamento durou cerca de três anos, onde Jesus chamava e ora ele deixava a pessoa correr o risco para expor uma lição importantíssima.
Ele proporcionou momentos de desafios como enviando eles sozinhos para uma missão, deixando que eles tomassem decisões por conta própria.

Fonte: Baseado em pesquisas, observações e livros de vários autores.

 Escrito pelo Diácono Robson G. Santos – Assembléia de Deus em Colina - ES

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...