terça-feira, 14 de agosto de 2012

DÍZIMOS E OFERTAS, É BÍBLICO?



I - O que é Dizimo?

- Do latim= DIZIMU= Décima parte.

- É um ato regular pelo qual o cristão, procurando ser fiel à sua fé, crença, põe à parte, pelo menos dez por centos de suas rendas, como um reconhecimento das dádivas divinas e que Deus é Senhor de todas as coisas. (Sl 24.1; 50.10,11; 1 Co 10.26; Ag 2.8; Os 2.8,9; Ez 18.4)
- Dar o dízimo não é fazer negociata com Deus, nem tão pouco comprar seus favores, mas significa devolver os tributos 'a fonte de todo bem (Sl 124.1).
- Quando um crente recusa entregar o dízimo é porque ainda não reconheceu o senhorio e bondade de Deus.
- Dar o dízimo faz parte da adoração cristã, ao contribuir para obra de Deus com os dízimos e ofertas (1 Co 16.1-4).
- É uma questão de fé, isto é: com convicção que Deus é senhor de todas as coisas e espontaneamente tributa o que é devido. Sem fé simplesmente legalismo, pois sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6).

II- No Velho Testamento
- Era utilizado para manutenção da tribo de Levi, que fora separada para o serviço elo sacerdócio (Nm 18.21-32; Dt 14.22-29). - O dizimo aparece pela primeira vez na bíblia através de Abraão (Gn 14.20) e posteriormente por Jacó (Gn 28.20-22) não sendo até ai como lei, mas uma atitude espontânea para com Deus.
- Nos dias de Moisés (Lv 27.30-32) era urna instituição oficial para os judeus; em Dt 14.22,23 fala da instituição de um segundo dizimo com a participação de toda família, uma vez por ano; em 2Cr 31.2-21 na história de Israel.
- Os dizimistas estavam sob as seguintes promessas:
1°) Mantimento na casa do Senhor. Não faltarão meios para dar prosseguimento ao seu trabalho (Ml 3.10a),
2°)Bênçãos imprevistas de natureza espiritual (Ml 3.10,)
3°) Produtividade nos campos e nos negócios (Ml 3.11)
4°) Reconhecimento das bênçãos divinas por parte do mundo, toma-se portanto um bom testemunho (M1 3.12).
III- No Novo Testamento.
No Novo Testamento, encontra-se apenas uma referência ao dizimo, quando o Senhor Jesus exortava aos escribas e fariseus por omitir as coisas mais importantes da lei, corno: a justiça, a misericórdia e a fé, o qual dava idéia de estar de acordo com o dizimo, mas a saber, não era °
mais importante (Mt 23.23; Lc 11.42).
IV.- O que é Oferta?
- Tanto no novo como no velho testamento, a idéia de oferta é a mesma, isto é: A pessoa doa parte de seus bens ou rendas para manutenção da obra de Deus, suprindo necessidades individuais ou coletivas, construção de templo, etc ...
- Não tem limite de quantidade, nem freqüência para ofertar.
- Deve ser feita voluntariamente, implicando vontade e decisão (1 Cr 29.5)
- Com alegria, não com tristeza, nem por necessidade, segundo disposto no coração ( 2 Co 9.8) e de acordo com as condições financeiras (1 Co 16.2).
- Deve ser por fé e obediência. A não duvida das promessas, e a obediência proporciona o cumprimento dessas promessas.
V - No velho Testamento.
- Para Construção do templo (1 Cr 29.1-9)
- Caim e Abel (Gn 4.3-5)
- O povo de Israel (Ex 35.22)
- Na dedicação do Tabernáculo (Nm 7.2-88)
- Na reconstrução do Templo (Ed 1.4~ 3.5~7.16; 8.28).
VI- No Novo Testamento.
- Na igreja primitiva (At 4.32; 2 Co 8.7)
- A igreja da Macedônia (2 Co 8.1-15)
- No sustento do ministério cristão (1 Co 9.1-13)

CONCLUSÃO
Corno cristão, salvo em Cristo, certo de que um dia irá morar no céu, deve-se mostrar sua gratidão e adoração à Deus, pelos grandes benefícios recebidos, através dos dízimos e ofertas voluntários, com e por amor.

Fonte: Apostila Discipulado, elaborado pela Assembléia de Deus em Rosa da Penha, Cariacica (ES).












0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...