quinta-feira, 1 de novembro de 2012

ENTREGA Á DEUS SEM RESERVAS, SUA VIDA É ASSIM?


“...Pois estou pronto não só a ser preso, como também a morrer pelo nome do Senhor Jesus..” Paulo Atos 21.13

A realidade do meio evangélico nos faz refletir em várias questões de suma importância, meditemos:

“A grandeza do poder de um homem está na medida de sua entrega a Deus.” William Booth

O Evangelho genuíno deixou de requerer da vida cristã a observância irrestrita dos direitos e deveres na conduta moral, espiritual e social? (Jo 8.30-32; 14.15; 1 Jo 2.3-6)

Alguns dizem assim eu vou para igreja se não me exigir isto ou aquilo, outros dizem estou pronto para servir a Jesus desde que não tenha que aborrecer ou abrir mão de algo relacionado á família, amigos ou vida pessoal, Deus se submete a esta vontade humana? É possível entrar nos céus em tais atitudes?

Não importa mais a vontade de Deus? Pois alguns querem usar e fazer o que acham melhor para si ou ficar onde se sintam bem (Mt 6.10; Rm 12.1,2).

Será que Deus se contenta com parte do nosso tempo, vida, e outras bênçãos que recebemos? Alguns dizem assim, Deus só quer o coração, não se importa com o que uso ou aonde vou. Aceito Jesus e ir pra igreja, mas não negocio ou abro mão isto ou aquilo (1 Ts 5.23; Mc 10.21).

Deus não requer nada daquele que se diz servo ou cristão? Pois alguns vivem o que bem ou como entende se melhor para si próprio (Mc 8.34,35).

"Enquanto Deus age em sua livre graça, ele quer, espera e exige algo de seu companheiro de aliança." e "Não existe graça sem o senhorio e a reivindicação da graça." Karl Barth
É bíblica a diferença na vida do crente existi somente na parte interior, como se identificam do lado exterior?  Como ficam os diversos textos que falam do testemunho cristão (externo)? (Ml 3.18; Mt 26.73)

O evangelho bíblico cristocêntrico nos mostra claramente que Deus espera do ser humano uma entrega plena sem reservas, onde nada fica de fora, ou melhor, inclui tudo corpo, alma, espírito, vida social, financeira e etc.

Para viver uma vida cristã na sua plenitude, é imprescindível á submissão total, amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo e fazer simplesmente a vontade de Deus.

Alguns querem oferecer um serviço ou vida á Deus de qualquer forma, não apresenta o melhor, uma vida sem comprometimento, será que Deus se agrada disto?

Jesus deixou sua glória, ofereceu o melhor de si, sofreu por toda humanidade, pagou um alto preço, foi humilhado. Seria justo para com Ele, não querer pagar o preço, sofrer, oferecer nossa vida se necessário, perder o convívio familiar, a popularidade, os desejos pessoais, deixar de usar certas roupas, acessórios ou ir a certos lugares? (Fp 2.1-18)


Artigo elaborado pelo Prof. Robson Santos (ES).

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...