quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Depressão: quando a alma adoece (Parte 2) Mais dois conselhos básicos sobre como tratar esse problema



Continuando nossa abordagem sobre o tema depressão, seguem o segundo e terceiro conselhos básicos sobre como tratar esse problema.
Em segundo lugar, portanto, entenda que há momentos em que todos nós, por situações várias, nos sentimos deprimidos. Quem já não ouviu sobre a depressão pós-parto, quando a mãe se sente vazia, sozinha e assustada? Quem pode estar alegre com a morte de um filho ou de um pai? Entretanto, não deixe que estes estados se delonguem, que se transformem em algo duradouro, em um quadro depressivo.

Lembre-se que, na Bíblia, sempre encontramos palavras de ânimo. As palavras de Jesus e dos salmistas e apóstolos foram sempre Tende bom ânimo (João 16.33);  Alegrai-vos (Salmo 32.11; Romanos 14.17);  Fortalecei-vos (Efésios 3.10; Tiago 5.8). Jesus é o que dá força ao cansado e multiplica e o poder aos que não têm vigor (Isaías 40.29). Portanto, tal qual Davi: “Espera no Senhor; sê forte, e anima-te...” (Sl 27.14).

Em terceiro lugar, cuide-se. Na ausência de tratamento, os episódios de depressão duram em média oito meses, e saiba que a doença é recorrente: para quem já apresentou um episódio de depressão a probabilidade de ter o segundo em dois anos é de 40%, e de 72% em cinco anos. Portanto, se profissionais atestarem o fato de que você está depressivo, tome os remédios, não esquecendo de orar todas as vezes que usá-los para que somente façam o efeito desejado, e não provoquem distúrbios futuros ou efeitos colaterais. E, mesmo assim, não desista: Jesus levou na cruz todas as nossas enfermidades e Ele pode ajudar você em seu processo de cura, mesmo que seja por meio de remédios!

O que você não pode fazer é fechar os olhos e se sentir culpado por estar enfermo ou deprimido, como se estivesse em pecado e Deus se afastasse de você, levando com ele sua alegria da salvação. Lembre-se que a salvação não pode ser um simples sentimento ou sensação. Ela tem que ser racional, ela tem que ser real. Você precisa se saber salvo(a), e não apenas se sentir salvo(a). Assim como também não pode negligenciar o que você precisa fazer, como descansar, organizar melhor sua agenda e reordenar suas prioridades.

Portanto, por mais dolorosos que sejam alguns momentos da vida, levando você até mesmo à depressão, saiba que, em Deus, há sempre uma esperança. A dor vai passar, a melancolia vai ceder, o sono irá voltar, o prazer e o ânimo serão renovados, e a vida – não a morte – será o motivo da sua canção.

Espere pela luz, espere no sol da justiça que é Jesus. Afinal, o choro pode durar uma noite, e há noites que parecem muito longas, mas a alegria vem pela manhã.

Fonte:  http://www.cpadnews.com.br/blog/elainecruz/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...