segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Subsídios e Dinâmica - Jovens e Adultos – Elias e Eliseu: Um Ministério de Poder para toda a Igreja - Lição 04: Elias e os profetas de Baal


Professoras e professores, para esta lição, apresento as seguintes sugestões:
- Para iniciar a aula, destinem pelo menos 05 minutos para manter um contato com os alunos, antes de introduzir o tema da aula. Para isso, vocês devem perguntar como eles passaram a semana; observem atentamente o que eles estão falando, pois vocês podem detectar se há alguém precisando de oração, de uma conversa etc. Apresentem os visitantes.
Vejam também qual o melhor horário para vocês apresentarem os alunos aniversariantes da semana, se houver.
Com esta atitude, somada aquela do início da aula, vocês estão formando vínculos afetivos com os alunos.
Vocês sabiam que aprendizagem também passa por vínculos afetivos?
- Apresentem o título da lição “Elias e os profetas de Baal”.


- Trabalhem o conteúdo da lição, buscando sempre a participação dos alunos.
- Depois, utilizem a dinâmica “Prova de Fogo”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Professoras e professores, não improvisem, organizem-se e planejem a aula da EBD. Leiam o texto abaixo:

Planejamento de Aula
            Fazer planejamento da aula não deve ser entendido como mera formalidade, mas como um instrumento de trabalho que vai  proporcionar uma melhor orientação e execução da aula.
            Ao preparar a aula, lembre-se de pedir ajuda ao Espírito Santo: “O Consolador vos ensinará...” Jo 14. 26.
            O Planejamento de Aula é composto por 5(cinco) partes:

1 – Objetivos: Representam aquilo que você deseja que seus alunos alcancem com a ministração do tema.
            A Lição Bíblica já contém os objetivos formados. Leia-os, observando de forma criteriosa a intenção contida neles. Você pode elaborar outros objetivos de acordo com a necessidade de sua turma; tenha cuidado quanto à concretização de cada um deles durante a aula, para isso, utilize bem o tempo disponível.

2 – Conteúdo: É o assunto da lição.
            A Lição Bíblica apresenta o conteúdo, dividido em tópicos, facilitando o entendimento gradual do tema a ser estudado. Lembre-se que você pode e deve buscar outras fontes de consulta. Leia toda a lição pelo menos duas vezes, observe o que é mais importante na lição, para expor em primeiro lugar aquilo que é mais relevante.

3 – Metodologia: Refere-se à maneira como você vai compartilhar o assunto da lição com seus alunos.
            Oriento que você utilize a aula expositiva dialogada, associada a outros recursos de ensino que possibilitem a participação dos alunos e melhor aprendizagem do tema. Veja alguns exemplos: trabalho em grupo, dramatizações, projetos pedagógicos, dinâmicas, estudo de caso etc.
Faça aplicação do assunto estudado com a vida social e espiritual do aluno, quanto mais o ensino se aproxima da realidade, mais o aluno aprende.

4 – Recurso Didáticos: São instrumentos que facilitam o processo de ensino e  a aprendizagem.
            São vários os recursos didáticos. Veja alguns que podem ser utilizados na EBD: Cartazes, TV, DVD, filmes, documentários, CD-Som, música, Data-show, retroprojetor e outros que, mesmo não sendo tecnológicos, servem para potencializar a aprendizagem.
            É interessante que o professor saiba utilizar estes recursos. Se houver dificuldade, peça ajuda. O recurso serve para auxiliar e deve ser entendido como meio motivador da aprendizagem. Caso você considere que o recurso lhe atrapalha, é porque você não está sabendo ainda como usá-lo. Mas, não desista, procure aprender e buscar auxílio.
5 – Avaliação:
            Geralmente, quando se fala em avaliação é comum associá-la à prova, teste, atribuição de notas, mas avaliar vai muito mais além do que isto. A avaliação na EBD também tem sido alvo de opiniões controvertidas: na verdade, qual será a finalidade da avaliação na EBD?
 Mas, vejamos o que o professor pode realizar:
            . Durante a aula, o professor deve observar a expressão facial e corporal dos alunos, para identificar se estão entendendo o assunto.
. Também deve utilizar-se de perguntas sobre o assunto e expressões como: “Estão entendendo?” e “Alguma dúvida?”
. Pode ainda fazer avaliação escrita ao término do trimestre, com pontuação e premiação a seu critério.
. O professor deve também oportunizar espaço para o aluno realizar autoavaliação.
. O professor pode também fazer autoavaliação ou pedir para que outro colega ou mesmo a turma fale sobre seu desempenho durante a aula.

Elaborar um planejamento dá o norte de como seguir na execução da aula, dessa forma o professor vai ministrar a aula com mais segurança, pois não vai improvisar, utilizando bem o tempo, conhecendo o conteúdo e os objetivos que deseja atingir, utilizando métodos e recursos adequados ao tema e ao aluno, pois sabe o caminho a seguir.

Dinâmica: Prova de Fogo
Objetivo: Contextualizar o tema estudado com a vida do aluno, enfatizando que Deus nos vê, ouve e age em nosso favor.
Material:
01 pedra pequena para cada aluno(pode ser aquela de aquário).
Procedimento:
- O que significa passar por uma prova de fogo?
Aguardem as respostas.
Normalmente as respostas convergem para as dificuldades, problemas que estamos passando.
- Falem: Na lição de hoje, estudamos que o profeta Elias passou por uma prova de confronto com os profetas de Baal, tendo como vencedor Elias, que através da operação do Deus verdadeiro, fez cair fogo do céu, deixando evidente para o povo a quem eles deveriam adorar.
- Falem: Nós também passamos por provas de fogo e para sairmos desta situação precisamos fazer o que Elias fez - consertar o altar.
O que pode então significar: consertar o altar?
Aguardem as respostas, que serão em torno da restauração do altar da oração, da adoração a Deus e comunhão com o Senhor.
Neste momento, falem: Elias utilizou 12 pedras, representando as tribos Israel, aqui vamos montar um “altar” com a quantidade de pedras, que representarão cada pessoa da classe.
- Falem: Elias ofereceu um bezerro em sacrifício. Mas o que podemos oferecer como sacrifício?
Leiam Rm 12.1 “Rogo-vos, pois irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”.
Então, conforme o versículo lido, nossa vida é o que temos para oferecer em sacrifício para Deus.
- Depois falem: Elias utilizou água. E o que pode representar água?
A água representa a palavra de Deus, leiam, Ef 5. 26 “Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra”.
- Perguntem: Mas o que pode representar o fogo?
O fogo é representado pelo poder do Deus, através da atuação do Espírito Santo em nossas vidas.
Por isso, se vocês estão passando pela prova de fogo, vocês têm como seu companheiro constante o Espírito Santo. Lembrem-se de que a operação de Deus se apresenta com poder, milagres, modificando situações impossíveis, confirmando  quem é seu Deus e mostrando como Ele cuida de você.
- Depois façam uma oração e entreguem 01 pedrinha para cada pessoa.

Fonte: Por Sulamita Macedo, http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...