quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

MINISTROS DO EVANGELHO DE DEUS (Rm Caps.15, 16)



OBJETIVO
Entender o propósito da carta e as lições espirituais nas recomendações finais.
 
IDEIA CENTRAL DO TEXTO
O apostolado e propósitos de Paulo e saudações paulinas aos crentes.

INTRODUÇÃO
Posteriormente a exposição de doutrinas relevantes e edificantes o apóstolo Paulo faz recomendações a igreja em Roma, e destacando nomes de irmãos que cooperaram com a obra do Mestre, podemos dizer a galeria do novo testamento. Paulo reconhece a maturidade dos cristãos, mas envia carta para relembrá-los das verdades divinas.

AS OBRAS DE CRISTO FEITAS ATRAVÉS DE NÓS:

·      Somos ministros (servos) e cooperadores de Deus (1 Co 3.6-9; Rm 16.16);
·      É Cristo quem opera em e através de nós (Rm 16.17-19; Fp 2.13);
·      É aceitável se alegrar ou gloriar em Cristo (Rm 16.17; Gl 6.14);

ORAÇÃO PELOS LIDERES:

·      Todos fazem partes da grande comissão (Rm 15.30; Mc 16.15);
·      É vital para Deus guardar e abrir portas (Rm 15.30,31; Cl 4.2-4; Hb 13.18);

DISCERNIMENTO SOBRE OS FALSOS OBREIROS:

·      A igreja precisa estar atenta aos falsos irmãos (Rm 16.17; 1 Jo 4.1; Ap 2.2);
·   Falsos irmãos são os que dizem servir a Cristo, mas na verdade, servem ao seus interesses, promovem dissensões e escânda-los contra a doutrina, com suas palavras e lisonjas, enganam o coração dos simples (Rm 16.17,18);
·      Através da Palavra e do Espírito Santo tudo são discernidos (1 Co 12.10; At 17.11);

CONCLUSÃO
A igreja trabalhando unida, orando uns pelos outros, será canal de benção em todos os sentidos, que Deus faça germinar estas verdades sagradas em nosso coração.


Fonte:
Bíblia de Ajudas Adicionais, Editora Alfalit.

Prof. Robson Santos – Cariacica (ES).

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...