terça-feira, 26 de março de 2013

Estudo Bíblico - 1 Coríntios 5 - Como se deve tratar o irmão culpado de pecado Hediondo


Introdução: A igreja está no mundo mas é uma entidade que possui vida a parte, possui ou pelo menos deveria possuir suas próprias leis, que visam exclusivamente a obediência a Deus e aos seus princípios estabelecidos na
sua palavra o igreja tem o dever de ser a referência mundial de comportamentos. Morais, éticos, espirituais e pessoais, mas infelizmente o que vemos acontecer são princípios totalmente opostos aos princípios de Deus e semelhantes aos princípios estabelecidos pelo Diabo.
No texto de Coríntios Paulo trata a respeito deste assunto.
Verso 1 Geralmente, se ouve que há entre vós imoralidade e imoralidade tal, como nem mesmo entre os gentios, isto é, haver quem se atreva a possuir a mulher de seu próprio pai.

Vejamos o que diz:
 Efésios 5:25  Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela,
26  para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra,
27  para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito.

A vontade de Deus era que a igreja se apresentasse:
1. Gloriosa
2. Sem Mácula
3. Sem Ruga.
Mas
4 Santa
5 e Sem defeito

Mas infelizmente a igreja viveu no passado e ainda esta vivendo no presente de maneira totalmente oposta à vontade de Deus para ela.

1. Paulo mostra um pecado “hediondo”: A imoralidade de um filho possuir a mulher do seu pai, no caso aqui a madrasta.
2. Isto foi tão absurdo que os que não pertenciam a igreja ficaram escandalizados, porque a prática da igreja sobrepujou a prática dos não crentes.
Uma coisa ainda mais grave podemos encontrar no verso 2 deste texto:
2  E, contudo, andais vós ensoberbecidos e não chegastes a lamentar, para que fosse tirado do vosso meio quem tamanho ultraje praticou?
1. Os irmãos desta igreja não “Lamentaram” este acontecimento, mas o que tudo indica eles simplesmente perdoaram e tal pessoal continuou tendo a mesma comunhão na igreja como se nada de mais estivesse acontecendo.
2. A atitude correta da igreja seria de retirar do seu meio a pessoa que cometeu tal ultraje. Lembre-se que a igreja é santa e sem defeito para Deus que a esta formando assim.
Mas diante de tal acontecimento qual seria ou deveria ser a atitude da igreja?
Verso 3 Eu, na verdade, ainda que ausente em pessoa, mas presente em espírito, já sentenciei, como se estivesse presente, que o autor de tal infâmia seja,
1. Paulo já havia dito qual a atitude certa que eles deveriam ter
2. Paulo já havia sentenciado aquele homem
3. Paulo esperava que a igreja também o fizesse
Paulo aqui diz sobre qual autoridade a igreja deve se apoiar para cumprir aquilo que ele recomendou
Verso 4 em nome do Senhor Jesus, reunidos vós e o meu espírito, com o poder de Jesus, nosso Senhor,
1. Em nome de Jesus que é o Senhor.
2. A igreja deve esta unida para estabelecer tal sentença
3. Fazendo assim o poder de Jesus começa a agir contra o malfeitor e a favor da igreja
A ação da igreja ainda que possa soar como uma crueldade é a ação certa para que possa permitir a ação de Deus na recuperação da vida de tal pessoa e até mesmo produzir a salvação da alma desta pessoa.
Verso 5 entregue a Satanás para a destruição da carne, a fim de que o espírito seja salvo no Dia do Senhor Jesus.
1. Entregue a Satanás: Como sentenciar judicialmente a pessoa, excomungando da comunhão de Cristo, e entregá-la ao domínio de Satanás para a execução  da sentença.
2. O propósito disto e promover o arrependimento e volta do pecador no intuito que o mesmo seja salvo no grande dia do Senhor, na sua volta.
A igreja estava se orgulhando de si mesma e esquecendo-se de como deveriam cumprir suas obrigações com Deus.
Verso 6  Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?
1. O grande risco que temos quando queremos implantar os nossos próprios princípios pode nos levar a infringir os princípios bíblicos.
2. O orgulho nos leva a cegueira espiritual o que impede de vermos as coisas como realmente são aos olhos de Deus.
A igreja deve ser livre da velha vida e livre do pecado pertencentes a velha vida.
Verso 7 Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado.
1. Quando os israelitas saíram do Egito comeram pães asmos (sem fermento), isto simbolizava que haviam saído da escravidão do Egito, e dos pecados e costumes daquela não pagã.
2. Simboliza uma nova vida que deve ser vivida de maneira totalmente nova
3. Paulo recomendou a igreja que se libertasse dos vícios e também que pessoas não influenciassem a vida da igreja com maus costumes.
A vida da igreja deve ser sem fermento todos os dias como se a celebração da páscoa para os judeus ou da ceia para os crentes fosse feita todos os dias de nossas vidas.
Verso 8 Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado.
1. Deixemos tudo o que pecaminoso em nossas vidas
2. A Igreja deve lutar para que o que é pecaminoso não faça parte da vida dela
3. Os membros que se encontram em algum tipo de pecado devem abandonar este pecado par que suas vidas somem bênçãos para toda a igreja.
Com quem não deve a igreja se associar
Versos 9 Já em carta vos escrevi que não vos associásseis com os impuros;
10  refiro-me, com isto, não propriamente aos impuros deste mundo, ou aos avarentos, ou roubadores, ou idólatras; pois, neste caso, teríeis de sair do mundo.
1. Precisamos estabelecer um parâmetro de comportamento para que não sejamos pessoas totalmente anti-sociais. Precisamos entender se as pessoas são realmente “não conhecedoras e precisam de ajuda” ou se são “pessoas conhecedoras e que se predispõem a agirem e se manterem no erro”
2. Uma vez feito a distinção destas o que podemos fazer é seguir a palavra de Deus o que deve ser feito então é uma atitude de total separação destas pessoas.
Verso 11  Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais.
Conclusão:
Versos 12  Pois com que direito haveria eu de julgar os de fora? Não julgais vós os de dentro?
13  Os de fora, porém, Deus os julgará. Expulsai, pois, de entre vós o malfeitor.
A Igreja faz tanta questão de se separar dos “de fora” que se esquece que eles precisão de salvação, e precisam pregar para elas, e se esquecem também que os errados de dentro devem ser julgados pela igreja para que se recuperem.
A igreja discrimina os que estão de fora precisando da graça de Deus
E se apega aos que estão dentro que rejeitaram a graça de Deus em suas vida

Fonte: http://missaoaupe.com.br/portal/estudo-sermao-biblico-1-corintios-5-como-se-deve-tratar-o-irmao-culpado-de-pecado-hediondo/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...