terça-feira, 9 de abril de 2013

Dinâmica - Lição 02: O Casamento Bíblico


Professoras e professores, para esta lição e panorâmica do trimestre, apresento as seguintes sugestões:
- Para iniciar a aula, destinem pelo menos 05 minutos para manter um contato com os alunos, antes de introduzir o tema da aula. Para isso, vocês devem perguntar como eles passaram a semana; observem atentamente o que eles estão falando, pois vocês podem detectar se há alguém precisando de oração, de uma conversa etc. Apresentem os visitantes.
Vejam também qual o melhor horário para vocês apresentarem os alunos aniversariantes da semana, se houver.
Com esta atitude, somada aquela do início da aula, vocês estão formando vínculos afetivos com os alunos.
- Falem do tema da aula: O Casamento Bíblico.
- Em seguida,  utilizem a dinâmica “Eu e ela”.
- Depois, trabalhem o conteúdo proposto na lição. Promovam a participação dos alunos e contextualizem o tema para o tipo de aluno que vocês ensinam.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Texto Pedagógico

Leiam a última parte do texto 
APRENDENDO COM O MESTRE JESUS
Parte III 
- Jesus enfatizava a participação do ouvinte
             É comum observarmos nos evangelhos que os ouvintes de Jesus  tinham participação nas mais diversas situações de ensino .

            “E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. Jesus, porém, disse: Até vós mesmos estais ainda sem entender?” Mt 15.15 e 16
            O professor da EBD deve oportunizar sempre, ao aluno, momentos de participação, como: fazer perguntas (tirar dúvidas), ler referências bíblicas, falar nos debates, em perguntas instigadoras (Método de Perguntas e Respostas) e nos trabalho em grupo, fazer comentários, etc. Tenha cuidado com aqueles alunos que gostam de falar muito, procure controlar o tempo destas participações, sem que eles se sintam menosprezados.

- Jesus estava focalizado nas pessoas
            Nos relatos bíblicos sobre Jesus, observamos que Ele, o mestre por excelência, tinha as pessoas como foco principal de sua atuação, alcançando-as através de Sua mensagem que transformava vidas, sem se preocupar com amarras do modelo cultural vigente.
           
            Alguns exemplos da atenção que Jesus dispensava às pessoas:

            Ao conversar com a mulher samaritana – Jo 4.5 ao 26

            Quando foi a casa de Zaqueu – Lc 19. 1 ao 9

            Ao ter compaixão da viúva que perdera o filho – Lc 7.13

            Quando foi a casa de Pedro – Lc 4. 38 e 39

            Ao atender ao pedido de Jairo – Lc 8. 41,51,54 e 55

            Outras referências:
 
            “Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores.” Mt 11.19

            “E ele disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa D’Israel.”  Mt 15.24

            “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” Mt 11.28

            O aluno é a razão de ser de uma escola, isto é, só existe escola porque há alunos. O corpo discente (alunos) da EBD deve ter atenção especial do professor, pois este, além de compartilhar com seus alunos os conhecimentos bíblicos, deve vê-los como pessoas que possuem momentos de incertezas, de alegria, de tristezas, de tribulação, de vitórias e que precisam de ajuda em oração e de orientação; lembre-se do aniversário deles; converse com seus alunos, crie vínculo com sua turma, ame-os!

- Jesus usava a função fática da linguagem: testava o canal da
comunicação
            “E disse-lhes Jesus: Entendestes todas essas coisas?” Mt 13.51

            O professor da EBD, no ato de ensinar-aprender, deve observar se está sendo entendido, através da expressão facial do aluno ou mesmo da postura corporal, também através de perguntas curtas para testar a compreensão do assunto em estudo.

            Diante das características do ensino de Jesus mencionadas, podemos afirmar que O Mestre dos mestres deu o exemplo para o professor da EBD tê-lo como modelo, pois amava seus ouvintes e dinamizava seus ensinos.

Para reflexão:

“Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve, compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.” Mt 13.23

Por Sulamita Macedo
Objetivo: Estudar sobre o modelo bíblico para o casamento.
Material:
01 tesoura
Nomes de casais da Bíblia digitados( os nomes devem estar lado a lado, por exemplo ADÃO   EVA)
Vejam esta lista de 20 casais:
Adão e Eva
Abraão e Sara
Isaque e Rebeca
Sansão e Dalila
Elcana e Ana
Jacó e Raquel
Boaz e Rute
Zacarias e Isabel
José e Maria
Ananias e Safira
Áquila e Priscila
Acabe e Jezabel
Amã e Zeres
Assuero e Ester
Nabal e Abigail
Elimeleque e Noemi
Moisés e Zípora
José(governador) e Azenate
Esaú e Judite
Davi e Mical

Procedimento:
- Observem o número de alunos, pois é importante que a quantidade seja par. Se um aluno sobrar, um professor pode formar dupla com ele.
- Observação estas orientações:
Se vocês tiverem 20 alunos, vocês  formarão 10 casais. Daí, a importância de só cortar os nomes dos membros que formam o casal, quando tiver certeza da quantidade.
Cuidado para não distribuir nome de um membro de um casal e haver o seu par, por exemplo: alguém recebeu o nome DAVI e ninguém recebeu MICAL.
Vocês podem indagar: E se minha classe for só de mulheres, ou só de homens, ou mesmo mista e não conseguir formar casal mulher com homem?
A ideia aqui é a formação de casais da Bíblia, não tem ou não deve haver qualquer conotação de formação de casais do mesmo sexo.
- Atentando, para as informações já expostas, distribuam os nomes dos membros dos casais.
- Agora, solicitem para que formem os pares, por exemplo: Zacarias deve procurar Izabel e vice-versa etc.
- Quando os casais estiverem formados, organizem todos os pares em um círculo.
- Falem: A ideia aqui é a formação de casais da Bíblia, não tem ou não deve haver qualquer conotação de formação de casais do mesmo sexo.
- Peçam para que os casais se apresentem, falando: Eu sou Ananias, eu sou Safira...
- Falem: O que vocês observam desta formação dos casais?
Aguardem as respostas.
Espera-se que os alunos apontem que cada casal é formado por homem e mulher.
- Falem que este é o modelo de casamento bíblico e em seguida leiam:
“E criou Deus o homem à sua imagem; á imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou” (Gn 1.27).
“Portanto, deixará o varão o seu e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne” (Gn 2.24).
- Agora, iniciem o estudo sobre o casamento bíblico.

Por Sulamita Macedo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...