quarta-feira, 26 de junho de 2013

Jovens e Adultos – A Família Cristã no século XXI Lição 13: Eu e minha casa serviremos ao Senhor - DINÂMICA

Professoras e professores, para esta lição, apresento as seguintes sugestões:
1 - Iniciem a aula, falando: A aula de hoje será sobre 03 exemplos positivos para a família, através dos personagens Noé, Josué e os Recabitas.
Ops! Não está faltando alguma coisa para iniciar a aula?
Costumeiramente e repetidamente coloco aquela parte(que vocês já conhecem) que deve acontecer antes de começar  o estudo da lição. Mas, pode ser que alguém não se lembre e haja algum visitante novato neste blog, então vou expor novamente o que vocês devem fazer para iniciar uma aula:
“ - Iniciem a aula, cumprimentando os alunos, perguntem como passaram a semana. Escutem atentamente as falas dos alunos e observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração. Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
Compreendem a importância desse ato?
Vocês realmente estão fazendo isto?”

2 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição, falando: A aula de hoje será sobre 03 exemplos positivos para a família, através dos personagens Noé, Josué e os Recabitas.

3 - Depois, trabalhem outros pontos abordados na lição da seguinte forma:

Organizem o seguinte quadro:

Personagens

Qualidades
  Atitudes

Características  da sociedade da época

Exemplo para a família atual
Noé




Josué





Recabitas




4 – Para concluir a aula e realizar o fechamento do trimestre, utilizem a dinâmica “A Ratoeira”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Texto Pedagógico
Leitura nas aulas da EBD
            Há variadas formas de promover a participação dos alunos nas aulas de Escola Bíblica Dominical(EBD). A leitura de textos e versículos realizada pelos alunos é também uma das maneiras de oportunizar a participação deles nas aulas. Quer saber como? Leia este texto!
O ato de ler de que trata este texto não se refere à leitura da lição durante a aula. Há professores que procedem assim, não sei se por falta de conhecimento pedagógico ou porque não se preparam para a aula, então leem um tópico e em seguida fazem um comentário. Ler a lição não é ministrar aula!  A lição deve ser lida em casa, pelo menos duas vezes antes da preparação da aula. Não quer dizer com isto que o professor está proibido de ler algum trecho pequeno da lição, mas caso haja necessidade disto que seja de forma esporádica.
            Não é recomendável que o professor leia todos os versículos e textos que ele escolheu para fundamentar e exemplificar o tema em estudo, pois, a aula torna-se um monólogo e os alunos passivamente escutam... escutam... É necessário estimular a atenção deles, oportunizando atividades de colaboração na aula, sendo uma delas a leitura.
            Há formas diferenciadas de leitura de textos que podem ser utilizadas durante as aulas . Então, vejam a seguir algumas sugestões:
- Leitura compartilhada: Todos os alunos possuem o mesmo texto e cada pessoa ler uma parte dele, que pode ser por parágrafo ou o professor indica quem vai ler e em um determinado momento pede que ele pare, para que outros continuem, até concluir a leitura do texto por completo.
- Leitura pontuada: É uma leitura com pausa a cada sinal de pontuação. Para realizá-la são necessários alguns cuidados:
. Indicar quem inicia a leitura e a apontar a ordem sequencial da leitura, isto é, sempre do lado direito de quem está lendo.
. Orientar que um aluno vai ler e quando encontrar um dos sinais de pontuação (? , . !) ele para, em seguida o colega do lado direito continua e para quando  encontrar outro ponto, e assim por diante até terminar o texto.
. Se alguém errar, a leitura é reiniciada do começo do texto. A leitura torna-se engraçada porque a tendência da pessoa é continuar lendo, mas é corrigido pelos colegas e tudo começa do zero (do inicio do texto).
. A leitura também pode se tornar tensa, por causar do medo de errar, mas a tentativa vale a pena.
. Para finalizar, realizem uma leitura completa sem interrupções.
Leitura dialogada: É utilizada com textos no qual há diálogos. Para sua realização é necessário definir quem são os personagens. Em muitos casos, também se escolhe o narrador. É uma leitura feita com a colaboração de várias pessoas com suas falas, observando o momento de cada um ler, para isto é importante que todos os participantes estejam de posse de uma cópia do texto.
A leitura de versículos e de textos na aula da EBD é um estímulo à participação dos alunos, proporciona a fixação da Palavra de Deus, além de oportunizar o contato com outros tipos de textos. O professor pode também fazer indicação de leitura de livros, revistas ou de textos da internet sobre o tema da lição, para aprofundamento do estudo realizado em classe.
Que tal começar na próxima aula?

Por Sulamita Macedo.

Objetivo: Enfatizar a importância da vigilância que família deve ter quanto aos ataques do inimigo.

Material:
01 ratoeira ou uma figura dela
01 cópia da Fábula do Rato(veja no procedimento)


Procedimento:
1 – Apresentem a ratoeira ou a figura dela para os alunos.

2 – Perguntem: O que uma ratoeira tem a ver com o tema Família?
Aguardem as respostas e anotem no quadro ou cartolina.

3 – Depois, distribuam para cada aluno uma cópia da Fábula do Rato e façam uma leitura dialogada.

A fábula do Rato
Um Rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que haveria ali. Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado. Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:
- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa!
A Galinha disse:
- Desculpe-me, Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.
Então o rato foi até o Porco e disse:
- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira!
- Desculpe-me, Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser orar. Fique tranquilo que o Sr. Será lembrado nas minhas orações.
O rato dirigiu-se à Vaca. E ela lhe disse:
- O que? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!
Então o rato voltou para casa abatido, para encarar a ratoeira. Naquela noite, ouviu-se um barulho, como o da ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego.
No escuro, ela não viu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher… O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre.
Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal - a Galinha.
Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco. A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente foi para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.
Moral da Estória: “Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que quando há uma ratoeira na casa, toda fazenda corre risco. O problema de um é problema de todos.”
Autoria desconhecida.

4 – Agora, dividam a turma em 05 grupos e entreguem a seguinte situação para cada grupo:
Para o grupo 01: O rato numa casa pode trazer incômodo e causar problemas de saúde.
O que pode representar o “rato” dentro do ambiente familiar?
Para o grupo 02: O fazendeiro e a esposa compraram uma ratoeira, para pegar o bicho que incomodava.
Reflitam sobre a atitude do pai e mãe providenciar formas de livrar a família dos “bichos” indesejáveis dentro da família.
Para o grupo 03: O rato anunciou para os colegas que estavam fora da casa que havia uma ratoeira dentro da residência, mas eles não se incomodaram, pois tinham certeza que não seriam atingidos.
Reflitam sobre os problemas que acontecem no lar que interferem na Igreja, na escola etc.
Para o grupo 04: A ratoeira era para o rato, mas o animal que foi pego foi a serpente.
O que pode significar a serpente que foi pega? E o rato que ficou solto?
Para o grupo 05: A mulher do fazendeiro foi picada pela cobra e morreu.
O que pode significar o fato de um elemento do grupo familiar ser sido atingido e ter morrido?

5 – Os grupos devem apresentar a atividade para os demais colegas.

6 – Para finalizar, enfatizem a importância da vigilância que família deve ter quanto aos ataques do inimigo.

Por Sulamita Macedo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...