terça-feira, 27 de agosto de 2013

Jovens e Adultos – Filipenses - Lição 09: Confrontando os Inimigos da Cruz de Cristo

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou e-mail.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo do tema.
- Falem: A lição de hoje tem como título “Confrontando os Inimigos da Cruz de Cristo”.
- Iniciem o estudo com a dinâmica “Amigos e Inimigos da Cruz de Cristo”.
- Depois, trabalhem o conteúdo proposto na lição, buscando sempre a participação dos alunos.
Identifiquem quem eram os inimigos da cruz de Cristo: Os falsos cristãos judaizantes
O que defendiam: falem sobre as principais ideias da doutrina gnóstica e a refutação bíblica.
- Para concluir, reflitam sobre os inimigos da cruz de Cristo na atualidade para a Igreja.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Texto Pedagógico

Como utilizar bem o tempo de aula da EBD
Não perca tempo!

Vamos pensar um pouco sobre o tempo de aula da Escola Bíblica Dominical. Nas escolas seculares, a hora/aula dos turnos matutino e vespertino tem 50 minutos de duração, enquanto no noturno 40m, com 5 aulas diárias. Na EBD, temos 01 aula semanal, geralmente, de 50 a 60 minutos. Considero que é este tempo é pouco, o ideal seria 1h30m. Mas, qualquer que seja o tempo destinado para a aula, deve ser bem utilizado.
            Você já parou para pensar nesse tempo de aula da EBD, relacionando a totalidade de tempo semanal que seu aluno está exposto a muitas formas de informação e influência? Com certeza é um espaço temporal mínimo, então não desperdice os minutos precisos destinados para o estudo da lição. Mas, O que você tem feito com o tempo de aula da EBD?
Uma das formas de utilizar bem o tempo da aula da EBD é realizar o planejamento de ensino, para que o momento da aula seja ocupado com o estudo e com atividades importantes e consistentes para o tema a ser abordado. A outra forma é executá-lo com sucesso.
Ao iniciar a aula, mantenha um contato com os alunos, de forma breve. Na parte inicial das lições que são publicadas neste blog, coloco repetidamente algumas sugestões de como realiza-la, que deve acontecer antes de começar o estudo da lição. Com certeza, você já deve conhecer!
Em seguida, faça a introdução do tema, também de forma rápida, situando o aluno no contexto da lição, associando o tema com aulas anteriores, estimulando o aluno para o que vai ser estudado neste dia. Lembre-se de que a aula não começa aqui, pois já teve seu início naquele momento inicial, já citado no parágrafo anterior.
Depois, utilize o tempo com o desenvolvimento da lição, mantendo o foco da aula, com a explanação do tema a ser estudado e execução de atividades relevantes. Utilize métodos variados e técnicas adequados ao assunto e para os alunos.  Veja, no marcador “Textos Pedagógicos” deste blog, textos sobre diferentes formas de dinamizar as aulas da EBD.
Para conclusão da aula, reserve um tempo para fazer o fechamento da lição, enfatizando os pontos mais importantes, levando o aluno a refletir sobre estes ensinamentos para sua vida prática. Daí, a necessidade de contextualizar o tema da aula com o tipo de aluno que você tem, desde a o desenvolvimento da lição, para que neste momento de finalizar a aula, o aluno possa também fazer suas próprias conclusões.
Não há necessidade de uma rigidez temporal cronometrada pelo relógio de forma exagerada, para a execução das 03 partes da aula – a introdução, o desenvolvido e a conclusão. É necessário apenas um olhar atento e cuidadoso para que não haja perda de tempo. Veja esta sugestão, para uma aula de 60 minutos: reserve 10 minutos para a introdução, 40 minutos para o desenvolvimento, 10 minutos para a conclusão, aproximadamente.
Há professores que não planejam a lição, nem têm cuidado com o tempo de aula e pode achar que 50 a 60 minutos é um grande intervalo temporal para a aula. Então, começa a contar histórias pessoais ou de outrem, divaga pelo assunto sem objetivo, quando percebe o tempo já passou e resta pouco tempo para coisas importantes. Dessa forma, o professor manteve o tempo de aula ocupado, mas foi mal utilizado. Daí, a importância de ler a lição, destacando os pontos mais importantes para trabalhar primeiro, depois os outros pontos serão abordados. Planeje a aula, não improvise.
O professor, tendo conhecimento de como dividir o tempo de aula, não desperdiçará este momento precioso de ensino da Palavra de Deus, saberá o que vai realizar dentro da organização previamente feita e o tempo será ocupado e bem utilizado.
“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”(Ec 3:1), inclusive ministrar uma boa aula, utilizando bem o tempo!

Por Sulamita Macedo.
Dinâmica: Amigos e Inimigos da Cruz de Cristo

Objetivo: Iniciar o estudo sobre os inimigos da Cruz de Cristo.

Material:
01 folha de papel madeira ou cartolina
¼ da folha de papel ofício para cada aluno
01 tubo de cola
Trecho de um filme sobre Jesus: sua morte na cruz

Procedimento:
- Entreguem ¼ da folha de papel ofício para cada aluno e peçam para desenhar uma cruz.
- Perguntem: O que a cruz nos faz lembrar?
Orientem os alunos para que escrevam a resposta ao redor da cruz.
As respostas certamente vão girar em torno de dificuldade, sofrimento, morte de Jesus.
- Depois, recolham estes papéis e colem no papel madeira ou cartolina.
- Leiam as respostas dos alunos e enfatizem que a cruz nos faz lembrar a morte de Jesus para nos salvar e nos dá vida abundante.
- Exibam parte do filme sobre Jesus – sua morte na cruz.


- Depois, falem: Quem aceita este sacrifício, obedece a sua Palavra e defende sua fé em Deus, dessa forma é amigo da Cruz de Cristo. Vocês aceitaram e portanto são amigos da cruz de Cristo.
- Leiam: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”(Jo 15.13 e 14).
- Mas, se os amigos da cruz de cristo têm estas características, como podemos identificar os inimigos da cruz de Cristo?
Aguardem as respostas e reflitam sobre elas.
- Depois, falem: O tema da lição de hoje é sobre os inimigos da cruz de Cristo, objeto de advertência de Paulo a igreja em Filipos.
- Agora, trabalhem os pontos levantados na lição.

Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...