terça-feira, 29 de outubro de 2013

Jovens e Adultos: Lição 05: O Cuidado com Aquilo que Falamos - Dinâmica

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição.
- Falem: A lição de hoje tem como título O Cuidado com Aquilo que Falamos”.
- Em seguida, analisem alguns provérbios populares, tais como:
“Quando morrer o corpo vai num caixão, a língua num caminhão”.
“Fulano tem coceira na língua”.
“Boca fechada não entra mosca”.
“Quem muito fala, muito erra”.
“O burro calado passa por sábio”.
“A boca fala do que o coração está cheio”.
“Quem conta um conto, aumenta um ponto”.
“Quem muito fala, dá bom dia a cavalo”.
- Depois, utilizem a dinâmica “Telefone Sem Fio”.
- Agora, trabalhem os pontos levantados na lição, sempre de forma participativa e contextualizada.
- Para concluir, leiam o Texto de Reflexão “Penas ao vento”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Telefone Sem Fio

Objetivo:
Refletir sobre a importância de transmitir informações de forma verdadeira.

Material:
Um pequeno texto(vejam no procedimento)

Procedimento:
- Preparem um pequeno texto contendo várias informações, como por exemplo:
“Geralmente, afirma-se que Provérbios e Eclesiastes foram escritos por Salomão, filho de Davi e o segundo rei de Israel. Salomão escreveu 3000 mil provérbios e 1005 cânticos, mas sabe-se que o livro de Provérbios não tem somente um único autor, podendo ser citados Agur pela autoria do capítulo 30 e o 31 é atribuído ao rei Lemuel, além de alguns sábios anônimos. Provérbios, Eclesiastes, Cantares, Salmos e Jó fazem parte dos Livros de Sabedoria”.
- Escolham 8 a 10 alunos e os posicionem na frente da classe, um ao lado do outro.
- Expliquem que vocês vão transmitir uma mensagem para o primeiro aluno e este passará as informações para o colega ao lado e assim sucessivamente, até chegar ao último. Esclareçam que a mensagem deve ser transmitida de forma que ninguém escute, com exceção daquele que está recebendo-a.
- Peçam para que o último aluno fale qual a mensagem que recebeu. Com certeza a mensagem estará truncada, distorcida, errada.
- Em seguida, revelem a mensagem inicialmente transmitida.
- Concluam, dizendo que embora seja uma brincadeira, extraímos lições preciosas, tais como: a importância de transmitir o que ouvimos de alguém corretamente, não mentir, não espalhar fofoca, não levantar falso testemunho.
Ideia original desconhecida.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão
Penas ao vento
Conta-se que, num tempo e lugar distantes daqui, um jovem levantou falso testemunho, inventando uma história repleta de meias verdades sobre uma pessoa inocente. A fofoca se espalhou rapidamente e começou a prejudicar a vítima.
 Ocorre que ao ver os danos causados, o jovem se arrependeu e procurou um velho sacerdote para conversar e pedir orientação. O sábio o atendeu calmamente, ouvindo cada uma de suas palavras. Ao final disse:
 - Você está realmente arrependido deste ato?
 O jovem rapidamente respondeu que sim e que inclusive já havia pedido perdão à pessoa que injustamente havia acusado.
 – Bem,  respondeu o confessor, então peço que você faça o seguinte:
- Você vai pegar um travesseiro de penas, subir em um alto da montanha e soltar as penas ao vento.
 – Só isso? Admirou-se o rapaz.
– Sim. Depois volte aqui.
No dia seguinte o jovem voltou muito satisfeito. Então o sacerdote disse:
 – Agora você está preparado para cumprir a outra parte. Volte à planície e recolha todas as penas novamente no travesseiro e venha me mostrar.
 O jovem olhou sem entender e disse:
 - Mas isso é impossível.
- Justamente. Da mesma forma é impossível reparar a fofoca, a mentira, falso testemunho. Apenas porque a misericórdia de Deus é infinita, você poderá receber o perdão. Mas o mal que você provocou ficará pairando sempre, como penas ao vento. Pense bem antes de falar novamente algo contra alguém!
Que tal espalhar esta história por aí como penas ao vento?

Autoria desconhecida

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...