quinta-feira, 3 de outubro de 2013

LIÇÕES BÍBLICAS CPAD - 4º TRIMESTRE DE 2013


 

No 4º Trimestre de 2013 estudaremos, através das Lições Bíblicas da CPAD, sobre o tema: “Sabedoria de Deus para uma Vida Vitoriosa – A atualidade de Provérbios e Eclesiastes”. As lições serão comentadas pelo pastor José Gonçalves, e estão distribuídas sob os seguintes temas:

Lição 1 – O Valor dos Bons Conselhos.

Lição 2 – Advertências Contra Adultério.

Lição 3 – Trabalho e Prosperidade.

Lição 4 – Lidando de Forma Correta com o Dinheiro.

Lição 5 – O Cuidado com Aquilo que Falamos.

Lição 6 – O Exemplo Pessoal na Educação dos Filhos.

Lição 7 – Contrapondo a Arrogância com a Humildade.

Lição 8 – A Mulher Virtuosa.

Lição 9 – O Tempo para Todas as Coisas.

Lição 10 – Cumprindo as Obrigações diante de Deus.

Lição 11 – A Ilusória Prosperidade dos Ímpios.

Lição 12 – Lança o teu Pão Sobre as Águas.

Lição 13 - Tema a Deus em todo tempo.
Não lembro se alguma vez estudamos na EBD acerca destes dois livros Sagrados. Sem dúvida, é de sublime importância à Igreja do Senhor Jesus se deter nos ensinos atemporais destes dois livros, neste trimestre. Os sábios conselhos para um viver vitorioso, neles contidos, são atuais e assaz edificantes. Sob a inspiração do Espírito Santo, o rei Salomão registrou pensamentos e diretrizes práticas para a vida do ser humano.
Salomão escreveu muito acerca das maravilhas e das bênçãos recebidas de Deus por conhecer Sua lei, seus mandamentos. O livro de Provérbios e Eclesiastes são cheios destes escritos. Dentre todas as bênçãos que Salomão poderia requerer de Deus, ele escolheu apenas uma: a sabedoria (1Rs 3:3-14). A escolha de Salomão se deve ao valor inestimável de possuir um coração sábio - “Quanto melhor é adquirir a sabedoria do que o ouro! E mais excelente, adquirir a prudência do que a prata” (Pv 16:6).
A sabedoria não é inata ao homem nem adquirida pelo trabalho duro, pela observação cuidadosa da vida, pela autodisciplina ou por brilhante inteligência. A Sabedoria é um presente de Deus, vem do alto.
É comum ouvir sobre a existência da sabedoria popular. Em nossa cultura as pessoas são encorajadas a buscar sabedoria em todos os cantos. Mas nenhum desses caminhos aponta para Deus. O primeiro passo a ser dado em direção à verdadeira sabedoria é o temor do Senhor (Pv 1:7; 9:10).
“O temor de Deus é o princípio da sabedoria”. Se tememos a Deus, já é muita coisa; a partir daí a pessoa vai crescendo no entendimento, dia após dia, recebendo mais e mais sabedoria de Deus, e, assim, amaremos cada vez mais a Sua Palavra. Assim como o alimento físico mantém nosso corpo, devemos nos alimentar diariamente da Palavra de Deus, a fim de que não nos tornemos ‘anoréxicos espirituais’.
Há muitos cristãos que ainda não se aperceberam da suma importância de conhecer a Deus profundamente. Que tipo de cristão é esse que quer manter um relacionamento com Deus sem saber como Ele é ou o que Ele quer? Aparentemente, são pessoas que não tem temor a Deus nem respeito à Sua Palavra; são pessoas sem sabedoria.
Os seis primeiros versículos do capítulo primeiro do Livro de Provérbios “revelam que o propósito do livro é produzir sabedoria e fazer com que seus leitores aprofundem-se mais ainda na verdadeira sabedoria. Por outro lado, o livro de Eclesiastes, ao contrário do que muitos pensam, não apresenta uma espécie de ceticismo ou desencanto com a vida. O livro revela sim, a avaliação feita por alguém que teve o privilégio de viver a vida com intensidade e descobrir que a mesma é totalmente vazia se não vivida em Deus!” (1)
Vejamos, em resumo, mais alguns temas abordados nestes dois livros sagrados.
1. Provérbios
O conhecimento é bom, mas há uma grande diferença entre saber algo e ter sabedoria para aplicar esse saber à vida. Podemos acumular conhecimento, mas, sem sabedoria, o nosso conhecimento será inútil. Devemos aprender a pôr em prática o que conhecemos.
Especialmente em Provérbios, Salomão, sob a inspiração do Espírito Santo, deu conselhos práticos para a vida do ser humano. Um provérbio é uma frase curta, concisa, geralmente rica de imagens, que transmite uma verdade. O livro de Provérbios é uma coletânea destas sábias sentenças. Seu tema principal é a natureza da verdadeira sabedoria. Salomão escreveu: “O temor do Senhor é o principio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução” (Pv 1:7). Ele prosseguiu com centenas de exemplos práticos de como viver de acordo com a sabedoria divina.
No livro de Provérbios, vários assuntos são discutidos: juventude e disciplina, vida familiar, autocontrole e resistência à tentação, questões relacionadas a negócios, palavras e a língua, a importância de conhecer a Deus, o casamento e a busca da verdade, além de temas como a riqueza e a pobreza, a imoralidade e, é claro, a sabedoria. Esses provérbios são poemas curtos (normalmente versos emparelhados), contêm uma mescla de bom senso e advertências oportunas. Embora não tenham a intenção de ensinar doutrina, uma pessoa que segue os conselhos escritos neste livro andará com Deus.
Em Provérbios, há ditados, lembranças e advertências, que se apresentam como sábios conselhos para nos ajudar a governar nossa vida. Atente para os pensamentos e as lições do homem mais sábio do mundo e aplique estas verdades à sua vida! (2)
2. Eclesiastes
Eclesiastes foi escrito quando Salomão estava nos últimos anos do seu reinado. “Sendo já velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses. E o seu coração não era de todo fiel para com o Senhor, seu Deus, como fora o de Davi, seu pai” (1Rs 11:4). Então, devido a essa desobediência, a Escritura diz: “Pelo que o Senhor se indignou contra Salomão, pois desviara o seu coração do Senhor, Deus de Israel, que duas vezes lhe aparecera. E acerca disso lhe tinha ordenado que não seguisse a outros deuses. Ele, porém, não guardou o que o Senhor lhe ordenara. Por isso, disse o Senhor a Salomão: visto que assim procedeste e não guardaste a minha aliança, nem os meus estatutos que te mandei, tirarei de ti este reino e o darei a teu servo”(1Rs 11:9-11).
Imagine alguém que alcançou tanta gloria e fama ter que ouvir essas palavras do próprio Deus, em seus últimos dias. Que pensamentos e sentimentos vieram à mente e ao coração desse homem? A resposta é o livro de Eclesiastes. G. Gampbell Morgan estava certo ao escrever: “se você quiser saber até onde pode chegar um homem extremamente privilegiado, de grande sabedoria e conhecimento, leia esse registro a respeito de alguém que deixou Deus do lado de fora de sua vida” (Examinai as Escrituras, vol. 3, Vida Nova, p. 150). Gleason L. Archer, autoridade em Antigo Testamento, completou: “o propósito básico de Eclesiastes é demonstrar que, à parte de Deus e da Sua santa vontade, a vida não possui qualquer significado real, e não passa de vaidade” (Merece confiança o Antigo Testamento?, Vida Nova, p. 447).
Eclesiastes não é o livro de um homem pessimista, existencialista ou que perdeu a razão de viver, mas são palavras de alguém que não se lembrou de temer o seu Criador durante uma fase da vida. Depois, chegaram os anos nos quais ele não tinha mais prazer em viver. Não foi exatamente o que escreveu em Eclesiastes 12:1 e nos versículos 13 e 14? (3)
Apesar de alguns apontarem um tom de pessimismo e melancolia no livro de Eclesiastes, não devemos concluir que o único capítulo que vale a pena ser lido ou colocado em prática seja o ultimo, no qual Salomão apresenta suas conclusões. Na verdade, o livro todo é preenchido com sabedoria prática (que nos ensina a alcançar realizações no mundo e evitar problemas) e espiritual (sobre como encontrar e conhecer os valores eternos).
Salomão fez uma abordagem muito honesta em reação à vida. Todas as suas observações sobre a futilidade das coisas tem um propósito: levar-nos a buscar a realização e a felicidade em Deus. Salomão não almejou destruir a nossa esperança, mas dirigi-la Àquele que pode verdadeiramente torná-la realidade e dar significado à nossa vida. Salomão afirmou o valor do conhecimento, dos relacionamentos, do trabalho e do prazer, mas enfatizou que cada uma dessas coisas tem seu devido lugar. Tudo que é temporal deve ser considerado à luz do que é eterno.
Em Eclesiastes, aprenda sobre a vida. Ouça as severas advertências e as terríveis predições e comprometa-se a lembrar-se de seu Criador agora (Ec 12:1). (4)
Luciano de Paula Lourenço

(1)                José Gonçalves – Revista Ensinador Cristão

(2)                Bíblia de Estudo – Aplicação Pessoal.

(3)                José Humberto de Oliveira - Eclesiastes & Cantares – Série Antigo Testamento.

(4)                Bíblia de Estudo – Aplicação Pessoal.

Fonte: http://luloure.blogspot.com.br/ (Luciano de Paula)

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...