terça-feira, 7 de janeiro de 2014

1º Trim. 2014 - Lição 2 - Um libertador para Israel I (SUBSÍDIOS E VÍDEO)

Escrito por  Caramuru Afonso Francisco

1º Trim. 2014 - Lição 2 - Um libertador para Israel I
PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2014
UMA JORNADA DE FÉ: A formação do povo de Israel e sua herança espiritual
COMENTARISTA: ANTONIO GILBERTO
COMENTÁRIOS - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO
ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP
                                                                                                         
ESBOÇO Nº 2
LIÇÃO Nº 2 – UM LIBERTADOR PARA ISRAEL
                                               Moisés foi preparado por Deus para libertar Israel desde o seu nascimento.
INTRODUÇÃO
- Na sequência do estudo do livro do Êxodo, estudaremos hoje a chamada de Moisés para ser o libertador de Israel.
- Moisés foi preparado por Deus para libertar Israel desde o seu nascimento.
I – A PREPARAÇÃO ESPIRITUAL DE MOISÉS E DE ISRAEL
- Na continuidade do estudo do livro do Êxodo, passaremos agora à análise dos capítulos 3 a 5, quando Moisés, depois de devidamente preparado por Deus, foi chamado para libertar e liderar Israel.
- Conforme vimos na lição anterior, Moisés, embora tivesse percebido sua chamada para liderar e libertar Israel, precipitou-se, querendo fazê-lo com suas próprias forças, tendo fracassado redondamente e tido de fugir para Mídia, como que, aparentemente, abortando aquela chamada divina que sentia em seu coração (At.7:23-25).
Em sua fuga, Moisés assentou-se junto a um poço e, quando lá estava, chegaram as filhas de Jetro (também chamado de Reuel e de Hobabe), que foram tirar água para o rebanho, ocasião em que vieram pastores que as lançaram dali (Ex.2:17).
Moisés, então, vendo esta injustiça, indignou-se e foi defender as mulheres, rechaçando a injustiça e permitindo que o rebanho de Jetro fosse devidamente abeberado. Notamos, assim, que Moisés continuava crendo em sua força e em seu braço. Tendo fracassado na sua tarefa de “fazer justiça com as próprias mãos” junto aos hebreus, ainda se considerava um “paladino da justiça”.
- As filhas de Reuel contaram o episódio a seu pai, que convidou Moisés a morar com ele. Moisés, então, consentiu em morar com ele e este lhe deu como mulher a sua filha Zípora. Moisés encontrava-se fora da direção divina, achando que poderia, com sua força e braço, fazer as coisas, mas o Senhor o estava preparando para a missão para a qual fora ele escolhido.
- Moisés havia sido criado em toda a ciência do Egito, mas isto era necessário mas absolutamente insuficiente para que ele pudesse liderar Israel. Ele tinha de ter a experiência do deserto, a experiência do cuidado do que não lhe pertencia, ele precisava se tornar o homem mais manso sobre a Terra. Foi isto que ele aprendeu durante os quarenta anos que esteve cuidado das ovelhas do rebanho de seu sogro. Deixou de ser príncipe para ser pastor.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...