segunda-feira, 17 de março de 2014

Jovens e Adultos: Lição 12: A Consagração dos Sacerdotes (DINÂMICA)

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou e-mail.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição 12.

7 - Falem: A lição de hoje tem como título “A Consagração dos Sacerdotes”.

8 - Trabalhem o conteúdo da lição de foram participativa e de forma contextualizada, vejam esta sugestão:
- Apresentem figuras, tais como:



- Quando vocês falarem sobre os elementos para a consagração dos sacerdotes, arrumem sobre uma mesa: água, azeite, figura de carneiros, pães num cesto.
- Para exemplificar o item III, utilizem a dinâmica “O Caminho” ou "O Peso do Pecado".
- Para finalizar a aula, leiam o texto "Quem tem o Filho tem tudo". 

Observação: Vejam abaixo uma sugestão para a finalização do trimestre.        

Tenham uma excelente e produtiva aula!
                                                                                                                                        Dinâmica: 
O Caminho

Objetivo: Demonstrar a religação do homem com Deus, através do sacrifício de Jesus.

Material: 4 folhas de papel ofício, cola branca, pincel atômico, durex colorido(vermelho)

Procedimento:
- Colem 4 folhas de papel ofício, formando um caminho e escreva, em um lado, o versículo: “Mas agora em Cristo Jesus , vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto” (Efésios 2.13).
- Apresentem para os alunos este caminho sem mostrar o versículo, dizendo que o homem tinha livre acesso a Deus, porém este caminho foi destruído por causa do pecado( nesse momento rasgue o caminho, simbolizando o caminho destruído).
- Entreguem os pedaços para os alunos e peça para que eles colem as partes, com durex colorido vermelho. Ao terminarem, falam que somente através do sangue de Jesus o caminho pode ser restaurado, através de um único sacrifício de Cristo na cruz( o durex colorido representará o sangue).
- Então, apresentem o lado do caminho que contém o versículo(Ef 2.13) para que todos possam ler.
- Concluam, lendo: “ Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6).
Autor: desconhecido.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Dinâmica: O Peso do Pecado

Objetivo: Demonstrar os efeitos do pecado e a liberdade que Jesus nos dá através do perdão na sua morte expiatória.

 Material: 01 objeto pesado ou uma fruta grande (melancia ou jaca).

Procedimento:
- Falem sobre o pecado e suas consequências, do fardo que o homem carrega quando peca.
- Escolham um aluno e solicitem que fique em pé na frente da turma.
- Entreguem o objeto ou a fruta para este aluno e continuem falando sobre o pecado e suas consequências.
- Depois de um certo tempo, perguntem para o aluno: Está incomodado? Está pesado?
Certamente o aluno responderá que está incomodado com o peso que está segurando.
- Falem que há uma solução para isto. Então leiam João 1.29: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, enfatizando a palavraTIRA e nesse momento retirem o objeto ou a fruta das mãos do aluno e coloquem sobre uma mesa ou cadeira.
- Perguntem para o aluno: Como está se sentindo agora?
Falem que só Jesus pode nos perdoar, livrando-nos do fardo do pecado.
- Leiam ainda Mateus 11.28 a 30.
- Concluam, afirmando que Jesus nos concede o perdão, mas o pecador deve reconhecer que pecou, confessar suas culpas através da oração e abandonar o pecado.
Ideia original desconhecida.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.


Texto de Reflexão: Quem tem o Filho tem tudo
                Dizem que o rico inglês barão Fitzgerald tinha apenas um filho. No início da adolescência do menino, sua mãe morreu. Tragicamente, no final da adolescência, o menino também veio a falecer.
                Nesse meio tempo, o patrimônio de Fitzgerald aumentou muito com a aquisição de obras de arte dos maiores mestres da Europa. Antes da sua morte, Fitzgerald deixou instruções explícitas para que se fizesse um leilão no qual toda sua coleção de obras de fosse vendida. Uma grande multidão de potenciais compradores se reuniu. Entre eles estavam muitos curadores de museus conhecidos e colecionadores particulares ansiosos para darem seus lances.
                As obras de arte foram exibidas para o público antes do início do leilão. Entre as pinturas estava uma que recebeu pouca atenção. Ela era de baixa qualidade e havia sido pintada por um artista local desconhecido. Acontece que se tratava de um retrato de um único filho de Fitzgerald.
                Quando o leilão começou, o leiloeiro leu o testamento de Fitzgerald que instruía claramente que a primeira pintura a ser vendida deveria ser a do “meu amado filho”. Por causa da sua má qualidade, a pintura não recebeu nenhum lance – exceto um.  A pessoa que deu o lance era o antigo empregado que havia ajudado a criar o menino e que o havia amado ternamente. Por menos de um a libra, ele comprou a pintura.
                A essa altura, o leiloeiro interrompeu o leilão e pediu ao advogado que lesse o testamento novamente. A multidão se alvoroçou enquanto ele lia. “Aquele que comprar esta pintura de meu filho, ficará com toda a minha coleção de arte – leilão está encerrado!”
                Cristo: Sem Ele você não tem nada. Mas com Ele, você tem o melhor de dois mundos: este e aquele que está por vir. Quem tem o filho tem tudo.
Fonte: A Palavra para Hoje – UCB Brasil: 13.01.2011.

Atividade para a conclusão do trimestre:


Dinâmica: Saindo do Egito

Objetivo:
Finalizar o estudo sobre o Êxodo.

Material:
02 correntes feitas com papel
Figuras: 01 cordeiro, Tabernáculo, Sacerdote, Travessia do Mar Vermelho, Tábuas da Lei
01 pão de mel para cada aluno, que vocês encontram nas lojas de baganas, pacotes com 10 ou se preferir, um bolo de mel. Sivam em saquinhos ou envolvidos em guardanapos.

Procedimento:
- Falem: Vamos fazer um breve resumo para o encerramento do trimestre, tomando partes principais da história do Êxodo e do povo de Israel relacionando-a com a vida cristã.
- Coloquem todas as figuras num quadro e à medida que vocês foram falando as orientações a seguir vocês apontem para estas figuras.
- Escolham um aluno falem que ele vai representar o povo de Israel escravo de Faraó, no Egito. Para tanto, coloquem uma corrente feita de papel nos braços e pernas para simbolizar a escravidão.
Neste momento falem sobre a forma de vida que tinha o povo quando escravo.
- Falem:
O homem, antes de pecar, gozava da comunhão com Deus. Mas, quando o homem pecou, o pecado o separou de Deus. Tornando-se preso ao pecado e as garras do Diabo.
- Coloquem as correntes nas mãos de outro aluno, demonstrando a humanidade presa ao pecado.
- Leiam “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado”(Rm 8.34).
- Em seguida, falem da providência divina, chamando Moisés para libertar o povo do jugo de Faraó, a interferência divina e persistência de Faraó em não libertar o povo.
- Depois, falem: Deus, com seu grande amor, providenciou uma forma de resgatar os homens e as mulheres, enviando Seu filho, Jesus Cristo, para que morresse e salvasse a humanidade, libertando-a do pecado e das garras de Satanás.
- Leiam “Porque Deus amou o mundo de uma tal maneira, que deu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(Jo 3.16).
- Depois, leiam “Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”(Jo 8.36).
- Nesse momento, o aluno deve retirar com força as correntes e demonstrar alegria.
- Leiam, também: “Estai pois firmes na liberdade com que Cristo nos libertou e não torneis a meter-vos debaixo do jugo da servidão”(Gl 5.1).
- Falem: O povo de Israel foi liberto, através da providência divina, depois das 10 pragas. Nesse momento, o aluno deve retirar com força as correntes e demonstrar alegria.
- Falem: No Egito, a atitude de Faraó em não deixar o povo partir e adorar ao Senhor, também nos remete as dificuldades e empecilhos que encontramos para servir ao Senhor.
- Falem: O povo de Israel entre a 9ª e a 10ª praga, celebraram a páscoa, com um cordeiro, pães asmos e ervas amargosas.   O cordeiro pascal nos remete ao sacrífico de Jesus que foi sacrificado por nós.  “Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado” 1 Coríntios 5:7.
- Falem:
A travessia do Mar Vermelho e as dificuldades que tiveram na peregrinação no deserto, nos remete as dificuldades do caminhar cristão, mas na certeza da providência divina  relatada na história do povo hebreu.
Uma das dificuldades enfrentadas foi a falta de água(neste momento, distribuam os copos descartáveis sem água e continuem falando sobre a murmuração. Falem também sobre a comida diária: pão, carne.
Depois, enfatizem que Deus não desprezou o povo no deserto, mas providenciou comida, água boa para beber e um oásis no deserto. Assim também nós devemos confiar em Deus, que conhece nossa necessidade.

- Perguntem: E a água, vocês desejam? Aguardem um pouco.
- Falem: Eles receberam os Dez Mandamentos e as Leis Civis para ter uma forma legítima de como agir diante de Deus e do próximo. Nós também temos a palavra de Deus como luz para o caminho e valores do Reino.
- Falem sobre o Tabernáculo, lugar de sacrifícios e da presença de Deus. Deus escolheu Arão e seus filhos para o sacerdócio para servir no Tabernáculo.
- Declarem o que está escrito em Hebreus 10:11-12, sobre o sacrifício de Jesus: “E assim todo o sacerdote aparece cada dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar os pecados; Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus”.
- Falem: Hoje, somos tabernáculos de Deus, pois temos o Espírito Santo que mora e está em nós. Somos pois  sacerdotes no Reino de Deus.
- Ao finalizar, sirvam  para os alunos  01 pão de mel.
 Mas, por que pão de mel? Para nos lembrar do maná tinha sabor de bolo de mel(Ex. 16. 31).

Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...