quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Jovens e Adultos: Lição 07: A Fé se Manifesta em Obras (Dinâmica) e Texto Pedagógico

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 - Agora, iniciem o estudo da lição. Observem as seguintes sugestões:
- Falem que o tema da aula é sobre a fé que se manifesta em obras.
- Iniciem o estudo do tema com um debate, apresentando a seguinte situação:
Apóstolo Tiago afirma que a fé sem as obras é morta(Tg 2.17). O apóstolo Paulo afirma que o homem é justificado pela fé sem as obras(Rm  3.28).
O ensino de Tiago contradiz o de Paulo? Por quê?
Nesta situação, há uma aparente contradição. Sendo assim, podem aparecer visões diferentes sobre o tema, provocando assim um debate. Vejam como realizar um debate no texto pedagógico “Em discussão: O Método do Debate nas aulas da EBD”(postado abaixo).
- Aguardem as respostas dos alunos e depois apresentem os argumentos explicativos dentro do contexto em que estão escritos os versículos bíblicos de Tg 2.17 e Rm  3.28.
- Trabalhem os demais pontos da lição, procurando sempre a participação dos alunos.
- Para exemplificar a metáfora do corpo sem espírito apontada por Tiago 2.26, apliquem a dinâmica “Tem fé e não tem obras?”
- Utilizem a dinâmica “A Fé sem as Obras é Morta”, para a conclusão do estudo.
Tenham uma excelente e produtiva aula

Dinâmica: Tem fé e não tem obras?

Objetivo: Exemplificar a metáfora do corpo sem espírito apontada por Tiago(2.26).
Material:
02 bexigas(bolas de aniversário)

Procedimento:
- Apresentem uma bexiga(bola de aniversário) com ar, segurem a ponta dela para o ar não escapar. À medida que vocês falarem o versículo de Tg 2.26, vocês vão soltando o ar preso na bola, até que a bola esteja vazia.
Falem, apontando para a bola murcha: Ela está vazia, inerte. A bola aqui está representando um corpo sem vida que não tem ações de misericórdia, tal qual a metáfora que acabamos de ler do corpo sem espírito, da fé sem obras.
 - Reservem a bola murcha e peguem outra bexiga.  
- Falem: A bola deve estar cheia para cumprir os fins a que foi produzida.
Neste momento, encham outra bexiga, deem um nó para o ar não escapar.
- Falem: Esta situação pode ser comparada ao corpo vivo com fé e obras.
- Agora, apresentem as duas bexigas, a cheia e a murcha.
- Falem: Aprendemos que não devemos ser como esta bola murcha, ter fé sem obras. Mas, esta situação pode ser transformada com atitudes.
- Então, peçam aos alunos que apontem várias ações que representem uma fé com obras. À medida que eles falarem, vocês vão enchendo a bola, demonstrando que as mudanças devem ocorrer com o aprendizado deste tema.
Ideia original desconhecida.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Dinâmica: A Fé sem as Obras é Morta

Objetivo: Demonstrar que a fé sem obras é morta.
Material:
03 comprimidos efervescentes com embalagem fechada
03 copos de vidro
Água

Procedimento:
- Apresentem para os alunos os 03 copos com água.
- Falem que eles representam o meio em que vivemos, família, igreja, vizinhos etc.
- Apresentem 01 comprimido e falem que ele representa a fé.
- Peguem 01 comprimido fechado e coloquem fora do copo.
- Falem: O comprimido fora do copo demonstra uma fé alheia a comunidade, a situação na qual vivemos, fazendo de conta que não estamos vendo as reais necessidades daquele ambiente.
- Pequem outro comprimido fechado e coloquem dentro do copo.
- Falem: O comprimido fechado dentro do copo nos remete a estar inserido na comunidade, mas não se abre para olhar e ajudar o próximo, está fechado em si mesmo.
- Peguem o último comprimido, abram seu invólucro e coloquem dentro do copo.
- Perguntem: O que estamos vendo? Uma transformação da água devido a presença do comprimido. Assim também deve ser nossa fé, como um comprimido aberto dentro do copo, uma fé ligada a ação. Pois a fé sem as obras é morta(Tg 2.17).
- Na Bíblia encontramos vários personagens que podem exemplificar com suas atitudes o tema da aula de hoje. Vimos no estudo da lição os exemplos de Abraão, Raabe que tiveram a fé materializada em ação. Mas, outros nomes podem ser agregados a esta lista, como o de... (falar os nomes dos alunos).
Ideia original desconhecida.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Texto Pedagógico

Em discussão: O Método do Debate nas aulas da EBD

            O Método do Debate ou Discussão em grupo, no aspecto pedagógico, consiste em lançar uma pergunta ou uma proposição polêmica ou instigadora para que os alunos se posicionem contra ou a favor.
             A utilização do debate requer a formulação de um questionamento bem elaborado pelo professor, que provoque nos alunos a participação, fazendo com que eles exponham suas ideias, seus posicionamentos.
            Pode ser usado na introdução de uma aula, para dar início ao estudo de um tema, com o objetivo de analisar vários pontos de vista sobre a situação proposta, partindo das ideias diferentes do grupo, obtendo assim uma aprendizagem cruzada entre os participantes.
            No momento das falas dos alunos, é interessante uma observação atenta, por parte do professor, ao que está sendo debatido, como também manter controle sobre a discussão, pois podem ocorrer alguns excessos verbais e de atitudes, devido a ânimos mais acirrados por parte de alguns alunos, que perdem o equilíbrio e o bom senso no momento de se colocar diante de uma fala contrária a sua.
            Então, é recomendável fazer um alerta para os alunos, antes do início do debate, para que haja respeito ao outro que tem um posicionamento oposto ao seu, lembrando-lhes que o debate não é uma briga, nem um ringue de competição de conhecimento nem de pontos de vista contrários, mas, sobretudo, um momento de estudo sobre um tema, partindo inicialmente das ideias dos alunos. Lembre-lhes da mansidão e temor apontados no versículo de I Pe 3.15: “... estai preparados para responder com mansidão e temor...”.
            É comum num debate que alguns alunos se sobressaiam mais que outros, por ter conhecimento sobre o tema, por ter mais facilidade para expor suas ideias. Então, é importante que o professor estimule os demais alunos a se posicionarem, não deixando que fiquem apenas assistindo, para que não haja um debate entre 02 ou 03 alunos, monopolizando a discussão.
            Existe outra forma de debate conhecida como Discussão em Painel, que consiste em 02 pessoas diante de um grupo se posicionarem, um contra e outro a favor, sobre um tema, enquanto os demais apenas assistem. Depois do debate, poderá ou não haver a discussão com o grupo maior, com intervenção de um líder ou professor. Os debatedores neste caso devem ser comunicados a tempo de se prepararem com antecedência, como também o mediador da discussão deve estar qualificado e ser conhecedor dos pontos de vista diferentes sobre o tema.
            Numa aula de EBD, após o debate, o professor deve expor o que a Palavra de Deus apresenta sobre o problema em discussão. Dessa forma, diante dos argumentos bíblicos, é possível trabalhar de forma equilibrada qual a posição mais acertada diante do tema discutido pelos alunos.
            Alguns cuidados devem ser observados: nem toda lição pode ser utilizado o debate, pois é requerido um assunto no qual haja polêmica. Quando houver um tema que provoque a discussão, elabore uma proposição ou uma pergunta que facilite o entendimento e estimule o debate. Não confunda o método do Debate com o de Perguntas e Respostas.
            O Método do Debate pode ser agregado à aula expositiva, possibilitando a participação do aluno de forma efetiva. Então, que tal utilizá-lo? Para isto, observe as orientações expostas.
Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...