sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Juvenis - Currículo do Ano 2: Lições práticas do Sermão do Monte Lição 13: Os Dois Construtores (Dinâmica)

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, trabalhem a lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Coloquem no quadro uma figura, semelhante a esta abaixo:
- Falem que o tema da aula está fundamentado na parábola do homem prudente e o insensato.
O que vocês lembram desta parábola?
Aguardem as respostas.
- Depois, para conhecer e trabalhar sobre o tema, leiam a parábola, que vocês encontram em Mateus 7: 24-27:
“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda”.
- Depois, utilizem a dinâmica “Edificando sobre a Rocha”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Edificando sobre a Rocha

Objetivo: Refletir sobre a importância de atitudes sábias para a construção de nossa vida espiritual.

Material:
Figuras de pedra, tijolo, cimento, areia, ferro e telhas.
Texto: Construa Sabiamente a casa da sua vida(postado abaixo).

Procedimento:
1- Leiam o texto “Construa sabiamente a casa da sua vida”.
Um velho carpinteiro estava para se aposentar. Contou a seu chefe o plano de largar o serviço de carpintaria e de construção de casas e viver uma vida mais calma com sua família. O dono da empresa sentiu muito ao saber que perderia um de seus melhores empregados e pediu-lhe que construísse uma última casa, como um favor especial. O carpinteiro concordou. Porém, com o tempo, era fácil perceber que seus pensamentos e seu coração não estavam mais no trabalho. Ele não se empenhou no serviço e utilizou mão-de-obra e matérias-primas de baixa qualidade. Foi uma maneira lamentável de encerrar sua carreira.
Quando o carpinteiro terminou o trabalho, o construtor veio inspecionar a casa e, entregando-lhe as chaves, disse-lhe:
- Esta casa é sua, é meu presente para você como prova de gratidão.
Que choque! Que vergonha! Se o carpinteiro soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito completamente diferente, não teria sido tão relaxado. Agora já era tarde demais, teria que morar numa casa feita de qualquer maneira.
Às vezes construímos nossa vida distraidamente. Pense em você como um carpinteiro. Cada dia você martela um prego novo, coloca uma armação ou levanta uma parede na casa da sua vida. Construa-a sabiamente.
Autoria do texto desconhecida.
2- Perguntem:
Como está a construção da sua vida espiritual?
Sobre qual fundamento está sendo construída?
Como você tem se defendido das ameaças externas e internas, que podem causar danos à construção?

3 – Falem: No livro de Efésios (2. 20 e 21), o apóstolo Paulo  faz referência aos salvos em Cristo, comparando-os a edificação de um edifício, cujo fundamento é Jesus. Leiam os versículos citados.

3 – Depois, coloquem no quadro as figuras, mencionadas no item “material’, uma de cada vez, e perguntem o que elas podem representar na construção da nossa vida espiritual.
Sugiro que as “pedras”, formando o alicerce da casa, representem a Palavra de Deus – a rocha na qual estamos firmados. As outras figuras podem representar: a oração, a fé, a vigilância, obediência, jejum, a leitura bíblica, o fruto do Espírito etc.

4 – Lembrem-se de refletir sobre “fechar a brecha”. Leiam em Ne 6.1 “Eu tinha edificado o muro e nele não havia brecha alguma...”. Muitas vezes, nós estamos contribuindo para que o muro e as portas de nossa casa espiritual não estejam com segurança, por utilizarmos material não adequado e pela falta de vigilância, deixando brechas para a atuação do inimigo.

5 – Para concluir, leiam: "Todo aquele, pois, que ouve estas palavras e as pratica, será comparado a um homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína." Mateus 7:24-27

Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...